FederacaoMinhaTerra

18
Out

30 anos de LEADER: Testemunho de Miguel Freitas

Iniciativa “Desenvolvimento Local em Portugal – Uma História Contada na Primeira Pessoa”

Testemunho de Miguel Freitas – Presidente da Comissão de Acompanhamento do LEADER II entre 1998 e 2000.

Para ler o testemunho: https://www.minhaterra.pt/30-anos-de-leader-testemunho-de-miguel-freitas.T13835.php

12
Out

30 anos de LEADER: Testemunho de Gabriela Ventura

Iniciativa “Desenvolvimento Local em Portugal – Uma História Contada na Primeira Pessoa”

Testemunho de Gabriela Ventura

GESTORA DO PRODER – PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO RURAL ENTRE 2009 E 2014

“Foi em Agosto de 2009 que tive o meu primeiro contacto com a abordagem Leader, à época enquadrada no Programa de Desenvolvimento Rural/PRODER. Tinham passado quase 3 anos desde o início do período financeiro comunitário e estava tudo por fazer:a regulamentação das várias linhas de apoio previstas não estava disponível, não tinha sido feito nenhum pagamento ao abrigo da assistência técnica; os GAL lutavam com grandes dificuldades, os territórios estavam sem acesso ao financiamento há mais de 5 anos.”

Para ler o testemunho completo: http://www.minhaterra.pt/30-anos-de-leader-testemunho-de-gabriela-ventura.T13828.php

5
Out

30 anos de LEADER: Testemunho de Elizete Jardim

Iniciativa “Desenvolvimento Local em Portugal – Uma História Contada na Primeira Pessoa”

Sobre os ACTORES do LEADER e os 30 anos do Programa em Portugal

 

“Sou uma das pioneiras neste projeto que tanto marcou a minha vida profissional.

Decorria a elaboração de um projeto de programação estratégica para os territórios rurais, um programa do Ministério de Agricultura, os PDAR – Programas de Desenvolvimento Agrário Regionais e, eu coordenava o PDAR de Tomar: uma comissão de acompanhamento composta de 20 entidades – públicas e privadas, locais, regionais e nacionais, uma equipa técnica pluridisciplinar, contratada por tempo determinado (um ano e meio para concluir o Relatório Final), com dois técnicos a tempo integral e um território constituído por 12 municípios para programar, em função do potencial endógeno.”

 

Para ler o testemunho completo: https://www.minhaterra.pt/30-anos-de-leader-testemunho-de-elizete-jardim.T13821.php?fbclid=IwAR1ISKid6qUh0jrUqkU1RHu5o7D6GWPOmLlA6Qtxm5sYuOAIoiww6wK2QkE

1
Out

Coligação Cívica apela a diálogo urgente sobre o Plano Estratégico para a PAC 2023-27

 

Vinte e oito organizações congregadas na Coligação Cívica Participar no PEPAC reuniram na 3.ª feira com Parlamento e Governo, partilhando graves preocupações pelo enorme atraso e ausência de diálogo e participação na elaboração do Plano Estratégico para a PAC, que ditará até ao final do ano o destino de 10 mil milhões de euros.

  1. Na passada terça-feira, 28 de setembro, a Coligação Cívica – Participar no PEPAC, reuniu com entidades da Assembleia da República e do Governo.

O objetivo destas reuniões foi dar a conhecer as posições da Coligação sobre o Plano Estratégico para a Política Agrícola Comum 2023-27 (PEPAC), manifestar a preocupação sobre o modo como está a decorrer a sua elaboração e apresentar propostas para que se retome urgentemente o desenvolvimento regular deste processo.

  1. A coligação formada durante o Verão, em resultado de seis meses de progressiva aproximação, engloba atualmente 28 organizações cívicas identificadas neste documento, que também apresenta a Missão e a Visão da Coligação. Na mesma data referida no n.º 1, a Coligação apresentou àquelas entidades uma proposta de memorando de entendimento com o Ministério da Agricultura que pode conhecer aqui.
  2. A elaboração do PEPAC necessita de ser aberta a toda a sociedade para acolher contributos diversificados, em particular das pessoas e organizações que lidam com a agricultura e os territórios rurais, a floresta e, também, da academia.

Esta participação é indispensável para que a política agrícola seja mais justa, coerente e eficaz na prossecução e conciliação dos objetivos de produção alimentar, criação de valor e rendimento para todos e em particular para os que nela trabalham, na prevenção de riscos como os incêndios, na conservação e melhoria dos recursos naturais vitais, como o solo, a água e a biodiversidade, na resposta aos desafios das alterações climáticas e na promoção de mais coesão social e territorial.

A PAC não pode continuar refém dos interesses dos seus beneficiários históricos, nem de práticas que a impeçam de ser mais inclusiva, justa e capaz de vencer os novos e urgentes desafios do nosso tempo.

  1. As reuniões da Coligação na Assembleia da República tiveram dois tipos de interlocutores: o Gabinete do senhor Presidente da AR, Dr. Eduardo Ferro Rodrigues, e os quatro Grupos Parlamentares que acolheram a nossa disponibilidade: PS, BE, PCP e PAN. Todas estas reuniões decorreram num ambiente cordial e construtivo.

É de relevar em primeiro lugar a reunião com assessores de S. Exa. o Presidente da Assembleia da República, que foi muito positiva, como atestam os agradecimentos que o Presidente nos dirigiu, após a realização da reunião, pela entrega do Memorando de Entendimento da Coligação Cívica – Participar no PEPAC com o Ministério da Agricultura Sobre a Cooperação no âmbito da Preparação do PEPAC, informando, ainda, que a documentação entregue pela Coligação havia já sido encaminhada aos Grupos Parlamentares, aos Deputados Únicos Representantes de Partido e às Deputadas Não Inscritas, para a melhor ponderação, bem como às Comissões Parlamentares de Agricultura e Mar e de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território, atenta a matéria.

É também de relevar a participação na reunião com o BE da sua Coordenadora Nacional, Deputada Catarina Martins, e na reunião com o PAN da sua Porta—Voz, Deputada Inês de Sousa Real, e de terem sido analisados nestas reuniões não só os documentos da Coligação, como também as iniciativas destes dois Grupos Parlamentares diretamente relacionadas com o PEPAC.

O Grupo Parlamentar do PS fez-se representar na reunião com a Coligação pelo senhor Deputado João Nicolau, acompanhado pelo assessor João Rato. A apresentação dos documentos entregues foi ouvida com a atenção e objeto de comentários, mencionando o senhor deputado a convergência com vários dos pontos dos documentos da Coligação. O ambiente cordial da reunião está retratado na imagem que se insere, por ter sido a única tirada durante a referida jornada, aliás por iniciativa dos anfitriões.

Finalmente, refere-se a reunião com o GP do PCP que, por impedimento do senhor deputado João Dias, contou com a participação da assessora Sara Lemos. Foi também útil para esclarecimento mútuo e construtiva.

A reunião menos esclarecedora foi a realizada em final de jornada com o senhor Chefe de Gabinete da Senhora Ministra da Agricultura, Joel Vasconcelos, não obstante o destinatário do mais importante documento entregue pela Coligação ser a senhora Ministra da Agricultura: a proposta de Memorando de Entendimento da Coligação Cívica – Participar no PEPAC com o Ministério da Agricultura Sobre a Cooperação no âmbito da Preparação do PEPAC. O resultado mais útil terá sido a indicação de que a senhora Ministra nos poderia receber no prazo de uma a duas semanas.

Esta primeira iniciativa pública da Coligação Cívica confirma a necessidade urgente de promover a participação cívica na elaboração do PEPAC, em diálogo com toda a sociedade e os órgãos de soberania. Apesar deste processo se encontrar praticamente bloqueado e do período de consulta pública não ter correspondido às expectativas, dadas as grandes insuficiências do diagnóstico de necessidades proposto pelo Ministério da Agricultura e de muitos contributos não terem sido tidos em conta, a Coligação está determinada a persistir.

Está em causa a aplicação de mais de 10 mil milhões de euros em Portugal no âmbito da PAC até 2027, o que representa uma imensa responsabilidade, pois trata-se de recursos de enorme dimensão e insubstituíveis para responder a necessidades e desafios vitais para toda a sociedade e para as diversas agriculturas e agricultores portugueses.

As decisões decisivas serão tomadas nos próximos três meses, já que o PEPAC tem de ser entregue à Comissão Europeia até 31 de dezembro, desconhecendo-se até agora as medidas preconizadas, quando decorrerá a necessária consulta pública e como está a ser realizada a respetiva Avaliação Ambiental Estratégica.

Esperamos que os sinais de abertura de alguns dos mais importantes protagonistas políticos com assento na Assembleia da República sejam um prenúncio de que algo ainda poderá mudar, a bem de todos nós.

 

A coordenação da Coligação Cívica – Participar no PEPAC:

Catarina Grilo (ANP|WWF); Francisco Cordovil (G9); João José Fernandes (OIKOS); Joaquim Teodósio (SPEA); Luís Chaves (F. Minha Terra); Miguel Viegas (Manifesto); Pedro Horta (ZERO); Susana Carneiro (Centro PINUS); Vítor Andrade (ANIMAR).

Para mais informações: Catarina Grilo (960 101 668); Francisco Cordovil (919 984 344); João José Fernandes (914 769 201); Luís Chaves (919 578 282); Miguel Viegas (985 475 343); Susana Carneiro (939 302 312); (coligação.pepac@gmail.com)

28
Set

30 anos de LEADER: Testemunho de Joaquim Amado

Iniciativa “Desenvolvimento Local em Portugal – Uma História Contada na Primeira Pessoa”

Eu e o Desenvolvimento Local

O Eu é o Joaquim Amado que em abril de 1991 fundou a Terras Dentro, Associação para o Desenvolvimento Integrado de Micro Regiões Rurais. Fui eu, sócio n.º 1 desta associação de desenvolvimento local (ADL) e mais umas dezenas de pessoas, naturais, residentes ou simplesmente preocupadas com o desenvolvimento da vila de Alcáçovas, concelho de Viana do Alentejo, distrito de Évora (para os menos conhecedores destas geografias).

Para ler o artigo completo: https://www.minhaterra.pt/30-anos-de-leader-testemunho-de-joaquim-amado.T13809.php

14
Set

30 anos de LEADER: Testemunho de António Montalvão Machado

 Iniciativa “Desenvolvimento Local em Portugal – Uma História Contada na Primeira Pessoa”

“Mesmo sabendo que tudo nesta vida é relativo, trinta anos é uma quantidade de tempo suficiente para deixar uma marca num qualquer contexto e no que diz respeito ao LEADER, seja como programa específico, seja como a tão disseminada abordagem, não existem dúvidas que também o fez.”

Para consultar o artigo: https://www.minhaterra.pt/30-anos-de-leader-testemunho-de-antonio-montalvao-machado.T13804.php

8
Set

30 anos de LEADER: Testemunho de homenagem da ADRACES a Manuel Goulart Carrinho

“O Desenvolvimento Local é muito mais uma atitude cultural que um conjunto de projetos” Goulart Carrinho.

Este é um apontamento de homenagem ao Homem que há 30 anos liderou uma nova escola de pensamento e filosofia de atuação no mundo rural, o Senhor Engº. Goulart Carrinho, primeiro Presidente da Comissão Nacional para a Gestão do LEADER, cuja postura colaborativa não se fazia sentir apenas no modelo LEADER mas também na sua forma de atuação em proximidade.

Para ler o artigo completo: https://www.minhaterra.pt/30-anos-de-leader-testemunho-de-homenagem-da-adraces-a-manuel-goulart-carrinho.T13797.php

 

31
Ago

Workshop discute a construção de áreas rurais inteligentes, prósperas e resilientes

Decorre entre 12 e 14 de setembro o primeiro workshop regional do projeto Smart Rural 21, com o tema “Áreas rurais inteligentes” prósperas e resilientes’. O evento decorrerá de forma online e incidirá sobre a agricultura e a alimentação, a abordagem “Smart Villages” e a construção de políticas de desenvolvimento rural e incluirá a apresentação de boas práticas e soluções inovadoras.

Para mais informação: https://www.minhaterra.pt/workshop-discute-a-construcao-de-areas-rurais-inteligentes-prosperas-e-resilientes.T13790.php

26
Ago

“Luz verde para a PAC: atualidade para tod@s ao final da tarde”

Federação Minha Terra participa no ciclo de webinários “Luz verde para a PAC: atualidade  para tod@s ao final da tarde”

A Federação Minha Terra participou na tarde desta terça-feira, dia 24 de agosto, no ciclo de webinários “Luz verde para a PAC: atualidade  para tod@s ao final da tarde”, promovido pelo Blog “A Cientista Agrícola”. Ana Paula Xavier, Presidente da Direção da Federação Minha Terra foi a oradora do webinário “Os agricultores no centro da sociedade europeia”. Veja ou reveja o webinário aqui: https://www.youtube.com/watch?v=FajJiKyssQQ

11
Ago

30 anos de LEADER: Testemunho de David Leandro

Iniciativa “Desenvolvimento Local em Portugal – Uma História Contada na Primeira Pessoa”

Em 1989, terminada a formação JADE (Jovens Agentes de Desenvolvimento) de boa memória na CCDR – Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, mostraram-me numa carta militar, 6 concelhos e 60 freguesias. E todo um acervo para descobrir. Coisa hermética, território lacrado entre Coimbra e Leiria, tendo como desafio um pequeno Atlas – Maciço de Sicó! – e o quase dever de lhe segurar o céu – os sete trabalhos do LEADER.

Assim se iniciou o meu quotidiano de servir um território desconhecido onde hoje me sinto em pertença convicta.

Conheça o testemunho de David Leandro: https://www.minhaterra.pt/30-anos-de-leader-testemunho-de-david-leandro.T13785.php