VALSIPAM

 

VALSIPAM

Acrónimo: VALSIPAM
Título: Valorização dos Sistemas Importantes do Património Agrícola Mundial do espaço SUDOE
Data de execução: 01/11/2020 a 28/02/2023
Parceiros:
1. Junta de Andalucía CAGPDS – Espanha
2. Associação de Desenvolvimento da Região do Alto Tâmega ADRAT – Portugal
3. Chambre d’Agriculture de la Charente-Maritime – França
4. Rota do Guadiana – Associação de Desenvolvimento Integrado – Portugal
5. Mancomunidad de la Taula del Sénia – Espanha
6. Fundación Valle Salado de Añana – Espanha
7. Consorci del consell de lhorta de valencia – Espanha
8. Fundacion Espacios Naturales de Andalucía – Espanha
9. Chambre d’Agriculture du Cantal – França
Para além dos parceiros oficiais do projeto participam também vários parceiros associados, sendo que de Portugal são os Municípios de Boticas e Montalegre, que formam o território SIPAM/GIAHS do Barros, onde se desenvolverá o projeto.

Enquadramento do projeto:
Os Sistemas Importantes do Património Mundial da Agricultura (SIPAM), reconhecidos pela FAO, são sistemas agrícolas únicos e singulares que possuem um património agrícola, paisagístico, cultural e natural valioso e diversificado, com ecossistemas resilientes, mas sujeitos a sérias ameaças, como as alterações climáticas, a globalização, produtos mais competitivos ou o abandono da atividade devido à baixa lucratividade, o que implica despovoamento e perda de biodiversidade e conhecimento ancestral.
Perante tais ameaças o projeto VASIPAM implementará árias atividades com o objetivo de melhorar os métodos de gestão e valorização destes espaços agrários, proteger e promover o seu desenvolvimento socioeconómico com base na exploração sustentável de seus recursos turísticos.

Atividades do projeto:
1. Análise da situação, recursos, sinergias, resiliência às alterações climáticas nos SIPAM e sistemas agrícolas semelhantes
2. Desenvolvimento turístico sustentável dos SIPAM e sistemas semelhantes
3. Marketing, trabalho em rede, transferência e capitalização de resultados

Objetivos:
Melhorar o conhecimento sobre a importância destes sítios a partir do intercâmbio de experiências, capacitação e capitalização do potencial dos Sítios SIPAM como destinos turísticos sustentáveis, com base no seu património agrícola, cultural, natural e paisagístico.
Promover a valorização económica sustentável dos Sítios através de ações-piloto de um modelo de turismo baseado em pacotes de experiências ligadas ao território, agricultura, cultura e paisagem.
Facilitar a descoberta, disseminação e visibilidade, bem como o usufruto de experiências nos SIPAM através da criação de redes e comercialização de pacotes turísticos vinculados às atividades e recursos dos SIPAM.
O VALSIPAM aborda, pela primeira vez num projeto de cooperação territorial, o desafio de explorar as oportunidades e o potencial de sistemas agrícolas de importância global, a partir de uma abordagem que vai além de bens e produtos. O projeto promove uma oferta alternativa de turismo de experiências únicas intimamente ligadas à biodiversidade, paisagem, práticas agrícolas e florestais e ao património cultural e antropológico dos sistemas.

Execução do projeto:  0%