23
Abr

Entrega do Diploma de sítio GIAHS ao Barroso

No passado dia 19 de Abril, em Roma, decorreu o Fórum Internacional GIAHS, durante o qual foram entregues os certificados aos 14 novos sítios GIAHS (Global Important Agricultural Heritage Systems), recentemente designados a nível mundial pela FAO.

Entre estes sítios está o Sistema Agro-Silvo-Pastoril do Barroso, o primeiro sítio Português a ser reconhecido e um dos apenas 3 sítios de toda a Europa com esta classificação.

Na cerimónia efetuada, o certificado GIAHS foi recebido por uma pequena comitiva constituída pelos Presidentes dos Municípios de Montalegre e Boticas e pelo representante do Governo de Portugal junto da FAO em Roma.


 

Na sessão posterior, foi feita a apresentação pública global dos vários territórios certificados, tendo o sítio do Barroso sido apresentado pelo Secretário-Geral da ADRAT, que foi a entidade responsável pela elaboração da candidatura que conduziu a este reconhecimento da FAO.

19
Abr

Fórum Internacional GIAHS em direto da FAO

Está a decorrer durante o dia de hoje o Fórum Internacional do Programa GIAHS, na sede da FAO em Roma.

Durante a sessão da tarde, serão entregues os diplomas de reconhecimento dos novos sítios GIAHS designados, entre os quais se encontra a região do Barroso, a 1ª a ser classificada em Portugal.

Este fórum conta com uma pequena mostra dos produtos do Barroso, bem como com a participação da ADRAT, que fará a apresentação do Sistema Agro-Silvo-Pastoril do Barroso.

Siga o evento em direto nesta ligação: http://www.fao.org/webcast/home/en/item/4679/icode/

11
Abr

1º sítio GIAHS em Portugal: Sistema Agro-Silvo-Pastoril do Barroso

 

Por ocasião do 6º Encontro do Grupo de Aconselhamento Científico do Programa GIAHS da FAO, foi designado o 1º sítio em Portugal: Sistema Agro-Silvo-Pastoril do Barroso. Este reconhecimento é o culminar de um processo iniciado em 2016, cuja candidatura à classificação deste território foi elaborada pela ADRAT e formalizada junto da FAO pelo Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural.

Recordamos que os sítios GIAHS (Globally Important Agricultural Heritage Systems) são sistemas agrícolas vivos, envolvendo as comunidades humanas numa relação intrincada com o território, com a paisagem cultural e agrícola, bem como com o ambiente biofísico e social.

 
Para mais informação sobre a designação agora atribuída e o programa GIAHS, consultar a página oficial em http://www.fao.org/giahs/news/news-in-2018/en/

 

 

 

 

13
Mar

Candidatura do Barroso ao Programa GIAHS da FAO

A candidatura do território do Barroso ao Programa GIAHS/FAO (Globally Important Agricultural Heritage Systems ou na versão em Português, SIPAM – Sistemas Importantes do Património Agrícola Mundial), foi positivamente apreciada pelo Grupo de Aconselhamento Científico (Scientific Advisory Group), reunido nos passados dias 8 e 9 de Março, em Roma.

 

A elaboração desta candidatura foi assegurada pela ADRAT e apresentada a este programa da FAO pelo Governo de Portugal (através do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural), no ano 2017, encontrando-se agora na fase final para a designação e reconhecimento do território como sítio GIAHS.

 

Pode consultar aqui a documentação relativa a esta candidatura.

6
Fev

Visita de estudo projeto CRinMA – Montalegre

A ADRAT participou como stakeholder na visita de estudo realizada no passado dia 30 e 31 de Janeiro e dia 1 de Fevereiro 2018, no âmbito do projeto CRinMA (INTERREG EUROPA).

O Município de Montalegre (parceiros do projeto) recebeu os parceiros envolvidos com numa de visita de estudo de 3 dias, organizada em conjunto com o INORDE (Espanha) onde foram visitadas algumas boas práticas identificadas pelo projeto tais como a sede do Ecomuseu de Barroso Minas da Borralha e Casa do Capitão (Salto), e ainda Centro de Interpretação do Planalto da Mourela, onde foi apresentado um projeto premiado a nível Europeu, que tinha por objetivo a proteção e valorização dos urzais do Planalto da Mourela.

De seguida os participantes dirigiram-se para Ourense onde visitaram outros pontos de interesse para o projeto.

O objetivo deste projeto é a partilha de experiência com outros parceiros da regiões da Europa no sentido de encontrar soluções para problemas comuns.

Uma aprendizagem que é revertida para programas de apoio ao desenvolvimento regional, como é o caso do POCTEP 2014-2020 programa escolhido para ser abordado neste projeto.

A visita contou ainda com a participação da Autoridade de Gestão do POCTEP.

23
Jan

Convite – Programa Europa para os Cidadãos

Foi lançado o convite à apresentação de propostas do Programa Europa para os Cidadãos (Convite EACEA 40/2017), para as subvenções de ações para o ano 2018.  O presente convite abrange as seguintes vertentes e medidas do Programa:

 

Vertente 1: Memória europeia

– Projetos Memória europeia (prazo de submissão: 01 de março de 2018)

 

Vertente 2: Compromisso democrático e participação cívica

– Geminação de cidades (prazo de submissão: 01 de março de 2018 e 03 de setembro de 2018)

– Redes de cidades (prazo de submissão: 01 de março de 2018 e 03 de setembro de 2018)

– Projetos da Sociedade civil (prazo de submissão: 01 de março de 2018)

 

As organizações candidatas devem ser organismos públicos ou organizações não lucrativas com personalidade jurídica.

Para mais detalhes sobre este convite, consultar documentos e informação disponível na ligação https://eacea.ec.europa.eu/europe-for-citizens_en

12
Jan

Projeto CRinMA galardoado

O projeto CRinMA, no qual o Município de Montalegre é parceiro e a ADRAT participa como stakeholder, foi galardoado com o prémio Ano Europeu de Património Cultural 2018 (EYCHEuropean Year of Cultural Heritage 2018).

Foi reconhecido que o projeto contribui para o alcance de um ou mais objetivos do EYCH 2018, e como tal foi autorizada a utilização da identidade visual EYCH 2018.

Assim, durante o ano 2018 o projeto CRinMA promoverá o logótipo e slogan: O nosso património: onde o passado encontra o futuro.

https://www.interregeurope.eu/crinma/news/news-article/2415/crinma-project-awarded-with-the-eych-2018-label/

 

2
Jun

Programa de Sistemas Agrícolas Tradicionais de Relevância Global

30/05/2017  Lisboa –

Com o objetivo de preservar sistemas agrícolas marcados pela harmoniosa interação entre comunidades tradicionais e o meio ambiente, em 2002, a FAO lançou a iniciativa de uma Parceria Global para a conservação e gestão de Sistemas Agrícolas Tradicionais de Relevância Global (SATRG), em inglês Globally Important Agricultural Heritage Systems (GIAHS).

A Parceria evoluiu para um Programa que pretende promover a consciencialização e o reconhecimento nacional e internacional dos sistemas de património agrícola, alertando para a importância de proteger os bens e serviços sociais, culturais, económicos e ambientais que estes fornecem aos agricultores familiares, aos povos indígenas e às comunidades locais, promovendo uma abordagem integrada que combina agricultura sustentável e desenvolvimento rural.

A agroecologia é um tema central para o Programa, visto que os sistemas identificados como patrimônio agrícola utilizam técnicas tradicionais e práticas localmente adaptadas à biodiversidade. Por essa razão, iniciativas GIAHS enquadram-se e contribuem para uma agenda para a agroecologia. Este é um tema de destaque na Declaração de Díli resultante da última reunião do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional CPLP (CONSAN-CPLP).

A Sociedade Civil, com o apoio dos governos e da FAO, em vários países da CPLP está a desenvolver seus processos nacionais de candidaturas para o Programa GIAHS. A elaboração das candidaturas têm como base um processo participativo que envolve governos, universidades e representantes das comunidades locais.

Portugal está prestes a formalizar a candidatura da Região do Barroso. A região localizada no Norte de Portugal é caracterizada por uma agricultura tradicional ligada a uma forte identidade cultural de sistemas comunitários de cultivo e de criação de gado, A elaboração da candidatura conta com a liderança de uma Organização da Sociedade Civil, a Associação de Desenvolvimento do Alto Tâmega (ADRAT) e a participação/apoio de várias entidades.

No Brasil, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) têm um acordo de cooperação técnica para conduzir o processo participativo e estão a entrevistar líderes comunitários e pesquisadores ligados aos Sistemas Agrícolas do Arquipélago do Bailique (Amapá), dos Apanhadores de Flores da Serra do Espinhaço (Minas Gerais), dos Pantaneiros (Mato Grosso do Sul) e dos Quilombolas do Vale do Ribeira (São Paulo). Pelo menos uma candidatura vai ser apoiada em 2017. De acordo com Patrícia Goulart, integrante da equipe que conduz o processo brasileiro, o reconhecimento concedido pelo Programa fortalece as comunidades tradicionais, reforçando a soberania alimentar, a auto- estima e a inclusão da juventude.

Na CPLP, serão ainda potenciais candidatos, em Cabo Verde, a Ilha de Santo Antão (região de rica biodiversidade e terraços agrícolas em solo vulcânico, atualmente ameaçados) e, em Angola, o Sistema de Transumância (sistemas de produção agropastoris existentes no Sul do país). Na Guiné Bissau, considera-se os Sistemas de Produção de Arroz e Piscicultura em Região de Mangal.

O escritório da FAO em Portugal e na CPLP continuará a apoiar esta iniciativa multi-país e procura preparar a participação de representantes dos países da CPLP numa oficina sobre reconhecimento dos territórios tradicionais durante o VI Congresso Latino Americano de Agroecologia, que se realizará de 12 a 17 de Setembro, em Brasília.

 

Fonte : http://www.fao.org/portugal/noticias/detail/pt/c/889849/

30
Mai

ADRAT vai apresentar proposta de classificação do Barroso como território GIAHS/FAO

O GIAHS (Globally Important Agricultural Heritage Systems) é um programa da FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura), que classifica territórios mundialmente relevantes em matéria de sistemas agro-culturais, promovendo a salvaguarda do seu património e a conservação dinâmica das suas práticas e paisagens agrárias. Nesse sentido, a ADRAT tem vindo a preparar o processo de candidatura do território do Barroso, com vista ao seu reconhecimento como GIAHS. Esta candidatura, que tem vindo a envolver ao longo dos últimos meses, várias entidades locais, regionais e nacionais, será brevemente concluída com a apresentação do dossier à FAO, num processo conjunto entre a ADRAT e o Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural. Em consequência desta iniciativa da ADRAT e do Governo português, que será a primeira do género em toda a Europa, a ADRAT foi convidada a participar no workshop internacional da FAO, sobre o GIAHS para a Europa e Ásia Central, em Roma, nos dias 29 e 30 de Maio, no qual fará uma apresentação formal do Barroso como potencial sítio GIAHS em Portugal.

Consulte aqui a documentação provisória:


 

7
Fev

Programas de Cooperação

Encontram-se abertos vários programas de cooperação.
Programa INTERREG SUDOE:
A segunda convocatória do Programa INTERREG SUDOE para o período 2014-2020 para duas prioridades temáticas do Programa:
– Investigação e Inovação
– Meio Ambiente e eficiência de recursos

Mais informações sobre a convocatória aqui.

 

Programa INTERREG EUROPE:
A terceira convocatória do Programa INTERREG EUROPA vai abrir em breve (1 de Março a 30 de Junho 2017)

Mais informações sobre a convocatória aqui.

 

ERASMUS+
O Programa ERASMUS+ encontra-se aberto para várias medidas, para saber quais é favor consultar o link da convocatória.

Mais informações sobre a convocatória aqui.

 

The World Monuments Watch
Este fundo está dirigido para sítios de património cultural ameaçado e que enfrentem desafios, o fundo cria oportunidades para sensibilizar e melhorar a proteção dos monumentos em causa e está aberto para aceitar nomeação de monumentos até dia 1 de março 2017.

Mais informação sobre este fundo aqui.