6
Mar

Medida Contrato-Emprego

Abertura do 1.º período de candidatura de 2018 da medida Contrato-Emprego

 

No âmbito da Medida Contrato-Emprego, que visa a concessão, à entidade empregadora, de um apoio financeiro à celebração de contrato de trabalho com desempregados inscritos no IEFP, e nos termos do calendário de candidaturas, aprovado pelo Conselho Diretivo do IEFP para o ano de 2018, vai ter lugar o primeiro período de candidatura do ano em curso.

Este período de candidatura decorre entre as 9h00 do dia 1 de março e as 18h00 do dia 31 de  março de 2018, nos termos do aviso de abertura que se encontra disponível para consulta neste Portal. Tem uma dotação orçamental de 15 milhões de euros, prevendo-se apoiar cerca de 4.000 pessoas.

A candidatura é efetuada no Portal Netemprego, na área pessoal de cada entidade, através de sinalização de oferta de emprego registada nesse portal, desde que a mesma cumpra os requisitos de elegibilidade e que a empresa tenha manifestado a intenção de apresentar uma candidatura.

Assim, podem originar uma candidatura as ofertas de emprego apresentadas ao IEFP, no período compreendido entre o dia 25 de outubro de 2017 e o dia 23 de março de 2018, inclusive (devendo as entidades, para o efeito, efetuar o registo prévio no referido portal, caso ainda não estejam registadas).

No presente período de candidatura será também possível a formalização dos pedidos do Prémio de Conversão dos contratos de trabalho a termo certo anteriormente apoiados em contratos sem termo, que tenham sido convertidos entre o dia 1 de outubro de 2017 e o dia 31 de março de 2018, inclusive.

Antes de se candidatar, consulte o regulamento e verifique as regras de acesso a esta medida.  Brevemente será disponibilizado no Portal Netemprego o Guia de Apoio ao preenchimento do formulário de candidatura.

Mais informações e esclarecimentos podem ser obtidos através do Centro de Contacto, disponível todos os dias úteis das 8h00 às 20h00, tel: 300 010 001.

 

Caso tenha alguma dúvida, não hesite em contactar a ADRAT através do endereço: geral@adrat.pt ou do telefone 276 340 920.

14
Dez

Programa Semente

O Programa Semente visa apoiar investidores individuais que estejam interessados em entrar no capital social de startups inovadoras. Cria um regime fiscal mais favorável para estes e favorece a criação e crescimento de projetos empresariais de empreendedorismo e inovação.

São elegíveis para receber estes investimentos todas as empresas inovadoras com elevado potencial de crescimento que obtenham a certificação de PME emitida pelo IAPMEI e que sejam certificadas pela Rede Nacional de Incubadoras como Startups Semente. Estas empresas não podem estar cotadas em mercado regulamentado ou não regulamentado de bolsa de valores.

Os principais objectivos do Programa Semente são:

  • Aumentar o investimento em startups
  • Facilitar o acesso das startups ao capital inicial
  • Reduzir a mortalidade das empresas
  • Aumentar a criação de projetos empresariais inovadores sustentáveis
  • Desenvolver uma cultura de investimento em startups em fase inicial

Será dada relevância à interligação entre incubadoras e startups e será valorizado o papel dos investidores de proximidade (família, amigos, etc.)

As candidaturas das empresas à certificação como Startup Semente estão abertas até 31 de Janeiro de 2018, para investimentos realizados até 31 de Dezembro de 2017.

As candidaturas serão avaliadas de acordo com os seguintes critérios:

  • Qualidade da equipa: apreciação da composição da equipa e de eventuais entidades externas envolvidas no projeto, com destaque para as competências nucleares relativamente a conhecimentos necessários para o desenvolvimento de um negócio
  • Grau de Inovação do produto ou serviço: grau de Inovação do projeto, tendo em vista a obtenção de novos, ou significativamente melhorados, produtos, processos e/ou serviços
  • Modelo de negócio: grau de desenvolvimento e inovação do modelo de negócio e sua sustentabilidade
  • Escalabilidade: potencial de crescimento e rentabilidade de iniciativas empresariais, tendo em conta a sua estrutura de custos e libertação de meios disponíveis para crescimento e entrada em novos mercados

As candidaturas submetidas serão avaliadas por elementos da Rede Nacional de Incubadoras.

 

Consulte toda a informação e apresente a sua candidatura em http://www.rni.pt/programa-semente

 

14
Dez

Empreende Já

Foi prolongado o prazo de submissão de registos e candidaturas, para a 2ª Edição do Programa Empreende Já, até dia 22 de dezembro de 2017.

Se estás desempregado/a e não estudas, não estás a fazer formação nem participas em nenhum estágio, podes registar-te e fazer a tua candidatura, na Plataforma do Empreende Já.

Consulta o Regulamento 467 -A/2017 de 25 de Agosto e, se tiveres dúvidas, contacta os serviços do IPDJ.

 

16
Mai

Abertura do primeiro período de candidatura da medida Estágios Profissionais

“Decorre de 16 maio a 16 de junho de 2017 o 1.º período de candidatura da nova medida Estágios Profissionais”.

Na sequência da publicação da Portaria n.º 131/2017, de 7 de abril, que institui a medida Estágios Profissionais, visando apoiar financeiramente a realização de estágios profissionais por parte de desempregados inscritos no Instituto do Emprego e Formação Profissional, I.P. (IEFP), o Conselho Diretivo do IEFP aprovou o calendário de candidaturas para o ano de 2017.

O primeiro dos três períodos de candidatura que vão ocorrer durante este ano tem uma dotação orçamental de 18 800 milhões de euros, estimando-se que permita apoiar 4.000 estágios e decorre entre as 9h00 do dia 16 de maio e as 18h00 do dia 16 de junho, nos termos do aviso de abertura que se encontra disponível para consulta neste Portal.

A candidatura à medida é efetuada pela entidade, no portal NetEmprego, na área pessoal de cada entidade, devendo ser efetuado o registo prévio, caso ainda não esteja registada.

Durante este período de candidatura será também possível formalizar o pedido de Prémio ao Emprego, apoiando a celebração de contratos de trabalho sem termo, com ex-estagiários.

Antes de se candidatar, consulte o regulamento e verifique as regras de acesso a esta medida.

Mais informações e esclarecimentos podem ser obtidos através do Centro de Contacto, disponível todos os dias úteis das 8h00 às 20h00. Tel: 300 010 001.

Se pretender receber mais informações deve contactar o GIP de Chaves / ADRAT.

29
Abr

Contrato-Emprego: Segundo período de candidatura

Decorre de 1 a 31 de maio de 2017 o segundo período de candidatura à medida Contrato-Emprego.

Na sequência da publicação da Portaria n.º 34/2017, de 18 de janeiro, que institui a Medida Contrato-Emprego, visando a concessão, à entidade empregadora, de um apoio financeiro à celebração de contrato de trabalho com desempregado inscrito no Instituto do Emprego e Formação Profissional, I.P. (IEFP), o Conselho Diretivo do IEFP, aprovou o calendário de candidaturas para o ano de 2017.

O segundo período de candidatura tem uma dotação orçamental de 20 milhões de euros e decorre entre as 9h00 do dia 1 de maio e as 18h00 do dia 31 de maio de 2017, nos termos do aviso de abertura que se encontra disponível para consulta neste Portal.

A candidatura à medida é efetuada no NetEmprego, através de sinalização de oferta de emprego registada nesse portal (na área pessoal de cada entidade, devendo ser efetuado o registo prévio, caso ainda não esteja registada).

As empresas poderão apresentar candidaturas para as ofertas de emprego apresentadas ao IEFP, no período compreendido entre 4 de março e 24 de maio de 2017, desde que cumpram os requisitos de elegibilidade.

No segundo período de candidatura será também possível formalizar o pedido de Prémio de Conversão de contrato.

Antes de se candidatar, consulte o regulamento de acesso e o guia de apoio ao preenchimento do formulário de candidatura.

Mais informações e esclarecimentos podem ser obtidos através do Centro de Contacto, disponível todos os dias úteis das 8h00 às 20h00, tel: 300 010 001.

As empresas interessadas em receber mais informações sobre a medida de apoio à contratação Contrato-Emprego, podem contactar o GIP de Chaves / ADRAT.

 

24
Abr

Capacitação para a inclusão

A ADRAT submeteu uma candidatura ao Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, para a realização de um projeto inserido no Objetivo Temático 9 – Promover a inclusão social e combater a pobreza e a discriminação do  Eixo Prioritário 3 – Promover a inclusão social e combater a pobreza e a discriminação, Tipologia de Intervenção 30 – Inclusão ativa de grupos vulneráveis, Tipologia de Operações 3.05 – Capacitação para a inclusão, ao abrigo do Fundo – Fundo Social Europeu tendo em vista promover a capacitação de grupos potencialmente vulneráveis.

22
Abr

Programa Garantia Jovem

Decorreu no passado dia 19 de abril de 2017, pelas 10:30, no salão Nobre da Junta de Freguesia da Madalena/Samaiões, uma ação de informação sobre o Programa Garantia Jovem. A ação foi desenvolvida numa colaboração entre o GIP de Chaves (resultante de uma parceria entre o IEFP e a ADRAT) e a Associação Chaves Social no âmbito do Programa CLDS 3G (Projeto Chaves Mais Social 3G) com o intuito de divulgar o programa Garantia Jovem.
Este programa é promotor de oportunidades de emprego, estágio, educação ou formação. O programa tem como objetivos: aumentar as qualificações dos jovens; facilitar a transição para o mercado de trabalho e reduzir o desemprego jovem.
Estiveram presentes cerca de 40 jovens e, no sentido de a informação fornecida ser a mais completa possível, contamos também com a presença do Eng. Nuno Rodrigues do Centro de Emprego e Formação Profissional do Alto Tâmega, do Dr. Otílio Montes do Serviço de Emprego de Chaves e da Dra. Lurdes Silva do Centro de Formação Profissional de Chaves.

7
Fev

Contrato-Emprego: Primeiro período de candidatura

O primeiro período de candidatura da nova medida Contrato-Emprego decorrerá de 25 de janeiro a 25 de fevereiro de 2017.

Na sequência da publicação da Portaria n.º 34/2017, de 18 de janeiro, que institui a Medida Contrato-Emprego, visando a concessão, à entidade empregadora, de um apoio financeiro à celebração de contrato de trabalho com desempregado inscrito no Instituto do Emprego e Formação Profissional, I.P. (IEFP), o Conselho Diretivo do IEFP, aprovou o calendário de candidaturas para o ano de 2017.
O primeiro período de candidatura tem uma dotação orçamental de 20 milhões de euros e decorre entre as 9h00 do dia 25 de janeiro e as 18h00 do dia 25 de fevereiro de 2017, nos termos do aviso de abertura que se encontra disponível para consulta neste Portal.
A candidatura à medida é efetuada em NetEmprego, através de sinalização de oferta de emprego registada nesse portal (na área pessoal de cada entidade, devendo ser efetuado o registo prévio, caso ainda não esteja registada).
As empresas que apresentaram ofertas de emprego junto do IEFP a partir de 25 de julho de 2016, e desde que estas cumpram os requisitos de elegibilidade, poderão apresentar uma candidatura ao abrigo das novas regras.
Durante este período de candidatura será possível formalizar o pedido de Prémio de Conversão de contrato.
Antes de se candidatar, consulte o regulamento de acesso. Brevemente será disponibilizado, no Portal NetEmprego, o guia de apoio ao preenchimento do formulário de candidatura.
Mais informações e esclarecimentos podem ser obtidos através do Centro de Contacto, disponível todos os dias úteis das 8h00 às 20h00, tel: 300 010 001.

18
Jan

Ação Qualidade de Vida 2017

Muitas pessoas com deficiência motora não têm os recursos financeiros necessários para ter uma vida com dignidade ou os meios para estarem integradas como cidadãos ativos na sociedade.

As limitações decorrentes da deficiência motora podem, em muitos casos, ser compensadas com apoios adequados, de modo a que as pessoas possam viver com as condições mínimas de dignidade e estejam inseridas como cidadãos ativos na sociedade.

Alguns destes apoios (Ajudas Técnicas) são já um direito consagrado da pessoa com deficiência, que deve ser assegurado pelas Instituições competentes – Segurança Social, IEFP, Instituições Hospitalares, Centros de Reabilitação e outras entidades.

Não obstante, há por vezes alguns apoios que não são atribuídos com a frequência ou celeridade necessárias para assegurar a integração e melhoria na vida das pessoas com deficiência motora.

Acreditamos que uma maior qualidade de vida, real integração das pessoas com deficiência motora na sociedade e uma vida mais ativa e empreendedora, passa pela promoção do acesso a apoios de que necessitam.

É com esta premissa que surge a Ação Qualidade de Vida.

Mais informações sobre esta iniciativa aqui.

  O regulamento da edição deste ano encontra-se aqui.

 

 

17
Jan

Marca Entidade Empregadora Inclusiva – Candidaturas

As candidaturas para atribuição da Marca Entidade Empregadora Inclusiva às empresas e demais entidades empregadoras que desenvolvam práticas de gestão aberta e inclusiva e tenham a responsabilidade social como uma das suas marcas distintivas, estão abertas desde o dia 2 de janeiro e até 28 de fevereiro.

A Marca Entidade Empregadora Inclusiva destina-se a promover o reconhecimento e a distinção pública de entidades empregadoras que mereçam destaque nas ações desenvolvidas relativamente às pessoas com deficiência e incapacidade, contribuindo para a criação de um mercado de trabalho inclusivo que integre a diferença, evidenciando também preocupações de ordem social, um dos aspetos distintivos da responsabilidade social.

A responsabilidade social, de uma perspetiva estratégica, é cada vez mais importante para a competitividade das empresas pelos benefícios que pode acarretar em matéria de gestão dos riscos, redução dos custos, acesso ao capital, relações com os clientes, gestão dos recursos humanos e capacidade de inovação (comunicação da comissão Europeia ao parlamento europeu, ao conselho, ao comité económico e social europeu e ao comité das regiões de 25.10.2011).

As limitações na acessibilidade física, aos transportes, aos serviços e à comunicação, em resultado das condições do meio, têm limitado e dificultado a participação das pessoas com deficiência no mercado de trabalho que apresentam uma taxa de emprego significativamente inferior à população em geral.

A alteração desta situação passa, também, pela existência de um ambiente acessível em termos físicos, mas também de comunicação, e pela valorização e disseminação das práticas de gestão empresarial que valorizem e integrem a diferença, criando e desenvolvendo um mercado de trabalho aberto e inclusivo.

O reconhecimento das organizações que pratiquem e implementem práticas de gestão aberta e inclusiva, através da atribuição de uma marca denominada “marca entidade empregadora inclusiva”, poderá criar condições de maior igualdade no acesso, manutenção e progressão na carreira das pessoas com deficiência e incapacidade.

Se é uma organização cuja gestão integra também preocupações no domínio da responsabilidade Social e a igualdade de oportunidades, CANDIDATE-SE.

O regulamento poderá ser obtido em https://dre.pt/application/file/69906402 e as candidaturas deverão ser formalizadas no NETemprego em https://www.netemprego.gov.pt/IEFP/apoios.jsp para o que deverão proceder ao registo, se ainda não estiverem registados, ou, acederem através da vossa página se estiverem registadas.

Pode consultar aqui o desdobrável com informação mais detalhada sobre a Marca Entidade Empregadora Inclusiva;