divulgação

18
Out

Agência de Notícias do Japão visitou o Sítio GIAHS do Barroso

A ADRAT organizou, a pedido da principal agência noticiosa do Japão, a Kyodo News (agência de notícias cooperativa, fundada em 01 de Novembro de 1945), uma visita ao Sistema Agro-Silvo-Pastoril do Barroso, reconhecido pela FAO como Sistema Importante do Património Agrícola Mundial (SIPAM/GIAHS), que decorreu no passado dia 16 de outubro.
Esta solicitação da agência japonesa, surge na sequência da designação atribuída ao Barroso, cuja candidatura à FAO foi elaborada pela ADRAT.
Durante a visita, os jornalistas entrevistaram diversos agricultores e criadores pecuários, bem como responsáveis autárquicos e dirigentes de organizações do setor agro-pecuário.
De igual modo, houve oportunidade de observar e comentar o sistema agrícola in loco, bem como degustar alguns dos produtos alimentares mais emblemáticos do Barroso.
Com esta visita e reportagem, espera-se que sejam publicados diversos artigos acerca do Barroso enquanto Sistema Importante do Património Agrícola Mundial, em diferentes meios de comunicação escrita (jornais e revistas), do Japão.

17
Out

Atelier “Vem meter as mãos no barro”

No seguimento da iniciativa piloto “Revitalizar Vilar – Revitalização da Olaria Negra de Vilar de Nantes” do Projeto CREATOUR – “Desenvolver Destinos De Turismo Criativo em Cidades de Pequena Dimensão e em Áreas Rurais”, foi desenvolvido o atelier “Vem meter as mãos no barro”, no dia 16 de outubro de 2018, pelas 15h00, na Escola Secundária Dr. Júlio Martins, com os alunos do 9.º I. Nesta atividade, os alunos da turma I do 9.º ano, puderam experimentar o manuseamento do barro e, através de algumas técnicas de modelação, criar as suas primeiras peças.

Julgamos que foi uma experiência positiva e agradecemos o envolvimento e disponibilidade do corpo docente que acompanhou a atividade e dos seus dirigentes, bem como a presença da Equipa Técnica do CREATOUR e do Sr. Presidente da Junta de Freguesia de Vilar de Nantes.

 

11
Out

“Revitalizar Vilar – Revitalização da Olaria Negra de Vilar de Nantes”

No âmbito do Projeto CREATOUR – “Desenvolver Destinos De Turismo Criativo em Cidades de Pequena Dimensão e em Áreas Rurais”, a ADRAT vai realizar uma das atividades da iniciativa piloto “Revitalizar Vilar – Revitalização da Olaria Negra de Vilar de Nantes”.

Será desenvolvido um atelier “Vem meter as mãos no barro”, no dia 16 de outubro de 2018, pelas 15h00, na Escola Secundária Dr. Júlio Martins, com os alunos do 9.º I.

Com este atelier pretende-se que a comunidade estudantil esteja em contacto com o barro e que, através da experimentação e da partilha de saberes, se permita fomentar a identidade local e preservação de uma prática artesanal ancestral.

 

3
Jul

Sessão de Esclarecimento – Vila Pouca de Aguiar

Não perca a sessão de esclarecimento sobre os apoios comunitários que decorrerá no próximo dia 13 de Julho, pelas 10h no Auditório Palacete da Silva, em Vila Pouca de Aguiar.

3
Jul

Artesanato: candidaturas abertas para apoios

O período de candidaturas para os apoios à organização de feiras e certames de promoção e comercialização de artesanato, ou de certames de natureza diversa, mas com espaço dedicado ao artesanato, decorre entre 1 de julho e 31 de outubro de 2018.

O Programa de Promoção das Artes e Ofícios, criado pelo Decreto-Lei n.º 122/2015, de 30 de junho, visa a valorização, a recuperação e o enriquecimento das atividades artesanais através, nomeadamente, da renovação de saberes, da promoção de competências, da criação de emprego e de apoios ao investimento, à promoção e à comercialização.

Este Programa é constituído por quatro eixos de intervenção, que integram um conjunto diversificado de modalidades de apoio.

No âmbito do Eixo de Intervenção Promoção das Artes e Ofícios estão previstos apoios:

• À participação de unidades produtivas artesanais em feiras e certames de promoção e comercialização de artesanato, ou em outras ações de promoção das produções artesanais, cuja relevância a justifique;

• À organização de feiras e certames de promoção e comercialização de artesanato, ou de certames de natureza diversa, mas com espaço dedicado ao artesanato.

Estes apoios, cujos procedimentos se encontram definidos no regulamento específico, visam:

• Contribuir para o desenvolvimento das artes, ofícios e microempresa artesanais, com enfoque especial na promoção da empregabilidade nas atividades artesanais;

• Aproximar os centros de produção e os centros de consumo, de forma a garantir a viabilidade económica e social deste setor, facilitando a integração das empresas de cariz artesanal no circuito comercial;

• Contribuir favoravelmente para a revitalização e consolidação deste setor no tecido produtivo nacional.

As candidaturas aos apoios à organização de feiras e certames de promoção e comercialização de artesanato, ou de certames de natureza diversa, mas com espaço dedicado ao artesanato devem ser apresentadas através do Portal Netemprego entre 1 de julho e 31 de outubro de cada ano, com uma antecedência mínima de 60 dias antes do início do certame.

Toda a informação sobre o Programa de Promoção das artes e ofícios aqui.

15
Jun

Sessão de Esclarecimento – Chaves

Não perca esta sessão de esclarecimento sobre os apoios comunitários que decorrerá no próximo dia 20 de Junho, pelas 10h00 na sede da ADRAT, situada no Parque Empresarial Av. da Cooperação, Edifício INDITRANS, Lote AI – nº2.

8
Jun

Sessão de Esclarecimento – Montalegre

 

Não perca estas sessões de esclarecimento sobre os apoios comunitários que decorrerão no próximo dia 14 de Junho, pelas 10h30 no Pavilhão Multiusos de Montalegre e pelas 14h30 no Pólo do Ecomuseu, Salto.

 

 

7
Jun

Sessão de Esclarecimento – Boticas

Não perca esta sessão de esclarecimento sobre os apoios comunitários que decorrerá no próximo dia 11 de Junho, pelas 19h00 no Auditório Municipal em Boticas.

 

5
Jul

Artesanato: candidaturas abertas para apoios

O período de candidaturas para os apoios à organização de feiras e certames de promoção e comercialização de artesanato, ou de certames de natureza diversa, mas com espaço dedicado ao artesanato, decorre entre 1 de julho e 31 de outubro de 2017.

O Programa de Promoção das Artes e Ofícios, criado pelo Decreto-Lei n.º 122/2015, de 30 de junho, visa a valorização, a recuperação e o enriquecimento das atividades artesanais através, nomeadamente, da renovação de saberes, da promoção de competências, da criação de emprego e de apoios ao investimento, à promoção e à comercialização.

Este Programa é constituído por quatro eixos de intervenção, que integram um conjunto diversificado de modalidades de apoio.

No âmbito do Eixo de Intervenção Promoção das Artes e Ofícios estão previstos apoios:

• À participação de unidades produtivas artesanais em feiras e certames de promoção e comercialização de artesanato, ou em outras ações de promoção das produções artesanais, cuja relevância a justifique;

• À organização de feiras e certames de promoção e comercialização de artesanato, ou de certames de natureza diversa, mas com espaço dedicado ao artesanato.

Estes apoios, cujos procedimentos se encontram definidos no regulamento específico, visam:

• Contribuir para o desenvolvimento das artes, ofícios e microempresa artesanais, com enfoque especial na promoção da empregabilidade nas atividades artesanais;

• Aproximar os centros de produção e os centros de consumo, de forma a garantir a viabilidade económica e social deste setor, facilitando a integração das empresas de cariz artesanal no circuito comercial;

• Contribuir favoravelmente para a revitalização e consolidação deste setor no tecido produtivo nacional.

As candidaturas aos apoios à organização de feiras e certames de promoção e comercialização de artesanato, ou de certames de natureza diversa, mas com espaço dedicado ao artesanato devem ser apresentadas através do Portal Netemprego entre 1 de julho e 31 de outubro de cada ano, com uma antecedência mínima de 60 dias antes do início do certame.

Toda a informação sobre o Programa de Promoção das artes e ofícios aqui.