alto tâmega

18
Jul

Competitividade das PME do Setor Florestal do Alto Tâmega

Realizou-se no passado dia 14 de Julho, na ADRAT, uma reunião de trabalho com agentes do setor florestal do Alto Tâmega, concretamente do setor associativo e empresarial. Além da apresentação do ponto de situação da execução do projeto “Programa de Apoio ao Reforço da Competitividade das PME do Setor da Floresta do Alto Tâmega”, promovido pela Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega (CIMAT) e Associação de Municípios do Alto Tâmega (AMAT), com o apoio da ADRAT, foram abordados vários aspetos relacionados com o contexto do setor florestal na região e a necessidade de maior envolvimento e participação do setor empresarial neste tipo de iniciativas e projetos.
Neste momento está em curso o Diagnóstico do Setor Florestal e dos seus agentes, com a recolha de informação sobre as PME através de um questionário de resposta voluntária, a que se apela seja respondido por todas as empresas ligadas ao setor florestal e que está disponível para preenchimento e resposta online, na seguinte ligação: https://goo.gl/forms/Aww8QP98BVRstLBI3

10
Jul

Sessão de Esclarecimento SI2E

Decorreu no passado dia 6 de Julho, na sede da Adrat uma sessão de esclarecimento sobre o SI2E – Sistema de Incentivo ao Empreendedorismo e ao Emprego, realizada em conjunto pela CIM do Alto Tâmega e pela ADRAT.

Estiveram presentes na sessão cerca de 100 pessoas, o que demonstra a grande importância da realização de ações desta natureza.

5
Jul

Artesanato: candidaturas abertas para apoios

O período de candidaturas para os apoios à organização de feiras e certames de promoção e comercialização de artesanato, ou de certames de natureza diversa, mas com espaço dedicado ao artesanato, decorre entre 1 de julho e 31 de outubro de 2017.

O Programa de Promoção das Artes e Ofícios, criado pelo Decreto-Lei n.º 122/2015, de 30 de junho, visa a valorização, a recuperação e o enriquecimento das atividades artesanais através, nomeadamente, da renovação de saberes, da promoção de competências, da criação de emprego e de apoios ao investimento, à promoção e à comercialização.

Este Programa é constituído por quatro eixos de intervenção, que integram um conjunto diversificado de modalidades de apoio.

No âmbito do Eixo de Intervenção Promoção das Artes e Ofícios estão previstos apoios:

• À participação de unidades produtivas artesanais em feiras e certames de promoção e comercialização de artesanato, ou em outras ações de promoção das produções artesanais, cuja relevância a justifique;

• À organização de feiras e certames de promoção e comercialização de artesanato, ou de certames de natureza diversa, mas com espaço dedicado ao artesanato.

Estes apoios, cujos procedimentos se encontram definidos no regulamento específico, visam:

• Contribuir para o desenvolvimento das artes, ofícios e microempresa artesanais, com enfoque especial na promoção da empregabilidade nas atividades artesanais;

• Aproximar os centros de produção e os centros de consumo, de forma a garantir a viabilidade económica e social deste setor, facilitando a integração das empresas de cariz artesanal no circuito comercial;

• Contribuir favoravelmente para a revitalização e consolidação deste setor no tecido produtivo nacional.

As candidaturas aos apoios à organização de feiras e certames de promoção e comercialização de artesanato, ou de certames de natureza diversa, mas com espaço dedicado ao artesanato devem ser apresentadas através do Portal Netemprego entre 1 de julho e 31 de outubro de cada ano, com uma antecedência mínima de 60 dias antes do início do certame.

Toda a informação sobre o Programa de Promoção das artes e ofícios aqui.

28
Jun

Sessão de Esclarecimento SI2E

A CIM do Alto Tâmega e a ADRAT convidam todos os interessados a participar na Sessão de Esclarecimento, sobre o SI2E – Sistema de Incentivo ao Empreendedorismo e ao Emprego, a realizar no dia 6 de julho de 2017, pelas 14h30, na sede da ADRAT, sita na Avenida da Cooperação, Edifício Inditrans, Lote A1, n.º2, 5400-673 Outeiro Seco.

Pode consultar a documentação sobre o SI2E aqui.

23
Jun

Reunião de Stakeholders do Projeto CRINMA, em Ourense

Decorreu no passado dia 20 de Junho, no Balneário de Laias, em Ourense, Espanha, a 1ª reunião de stakeholders do projeto CRINMA, aprovado na 2ª convocatória do programa Interreg Europa. O parceiro português é o Município de Montalegre que, conjuntamente com o parceiro espanhol INORDE, irá abordar como o POCTEP, enquanto programa operacional de apoio aos territórios transfronteiriços,  poderá melhorar o apoio à valorização e à promoção do património cultural das regiões de montanha transfronteiriças. Esta reunião, na qual a ADRAT participou na qualidade de stakeholder convidado para o grupo de trabalho, teve também a participação de representantes da Subdireção Geral de Cooperação Territorial Europeia e Desenvolvimento Urbano do POCTEP, bem como do Serviço de Gestão e Seguimento do POCTEP da Xunta da Galiza.

12
Jun

Reunião de Stakeholders do projeto RATIO (INTERREG EUROPA)

A ADRAT, como membro convidado do Grupo de Stakeholders do projeto RATIO (desenvolvido ao abrigo do programa INTERREG EUROPA), participou no passado dia 07 de Junho, em Vila Pouca de Aguiar, em mais uma reunião de trabalho e acompanhamento deste projeto que contou também, entre outras entidades, com a participação da Autoridade de Gestão do Programa Operacional  COMPETE.

O projeto RATIO, tem o Município de Vila Pouca de Aguiar como único beneficiário de Portugal, integrado numa parceria de 9 entidades de 8 países da União Europeia, visando melhorar as políticas públicas de apoio à inovação da empresas do meio rural.

7
Jun

AVISO N.º NORTE-M8-2017-11

Aviso de abertura do SISTEMA DE INCENTIVOS AO EMPREENDEDORISMO E AO EMPREGO (SI2E)


 

 

 

 

 

 

 

 

Apoio à Apresentação de Candidaturas ao SI2E

Acesso ao Balcão 2020 para submissão de candidaturas

 

Consulte a Documentação de Apoio:

Anexo A – Enquadramento na EDL

Anexo B – Enquadramento PROVERE

Anexo C – SI2E – Referencial de análise de mérito ADRAT

Anexo D – Documentos apresentar candidatura

Anexo E – Lista de profissões com géneros sub-representados

Anexo F – Território de Intervenção GAL

Anexo G – Deliberação CIC e lista territórios de baixa densidade

Anexo H – Domínios prioritários da RIS3

Anexo I – Memória Descritiva Mapa de Investimentos BP-DR-ADRAT

Anexo J –  Ficha de Verificação de Regras Ambientais

Anexo K – Ficha de Verificação de Igualdade e Oportunidades

 

Também pode consultar o aviso de abertura em https://www.portugal2020.pt/Portal2020/Candidaturas-abertas-auto

4
Jun

ADRAT convidada para o Workshop GIAHS para a Europa e Ásia Central, Roma

29 May 2017, Rome, Italy – The Globally Important Agricultural Heritage Systems (GIAHS) European Workshop: Ideas and Experience-Sharing on GIAHS in Europe and Central Asia, FAO headquarters (Iraq Room).
Photo credit must be given: ©FAO/Cristiano Minichiello. Editorial use only. Copyright ©FAO.

A ADRAT participou no passado dia 29 de maio, no Workshop da FAO dedicado ao Programa GIAHS para a Europa e Ásia Central, tendo sido uma das 5 entidades convidadas a apresentar um sítio potencial para obter a classificação GIAHS, no caso o território do Barroso. Este workshop internacional teve a participação de cerca de 100 pessoas, desde delegados governamentais, representações permanentes junto da FAO, investigadores e cientistas, professores universitários até às associações profissionais e ONG, oriundas de 36 países (incluindo delegações convidadas de países da América Latina). Para consultar mais detalhes do programa realizado, podem aceder à página seguinte: http://www.fao.org/giahs/news/detail-events/en/c/885956/

2
Jun

Programa de Sistemas Agrícolas Tradicionais de Relevância Global

30/05/2017  Lisboa –

Com o objetivo de preservar sistemas agrícolas marcados pela harmoniosa interação entre comunidades tradicionais e o meio ambiente, em 2002, a FAO lançou a iniciativa de uma Parceria Global para a conservação e gestão de Sistemas Agrícolas Tradicionais de Relevância Global (SATRG), em inglês Globally Important Agricultural Heritage Systems (GIAHS).

A Parceria evoluiu para um Programa que pretende promover a consciencialização e o reconhecimento nacional e internacional dos sistemas de património agrícola, alertando para a importância de proteger os bens e serviços sociais, culturais, económicos e ambientais que estes fornecem aos agricultores familiares, aos povos indígenas e às comunidades locais, promovendo uma abordagem integrada que combina agricultura sustentável e desenvolvimento rural.

A agroecologia é um tema central para o Programa, visto que os sistemas identificados como patrimônio agrícola utilizam técnicas tradicionais e práticas localmente adaptadas à biodiversidade. Por essa razão, iniciativas GIAHS enquadram-se e contribuem para uma agenda para a agroecologia. Este é um tema de destaque na Declaração de Díli resultante da última reunião do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional CPLP (CONSAN-CPLP).

A Sociedade Civil, com o apoio dos governos e da FAO, em vários países da CPLP está a desenvolver seus processos nacionais de candidaturas para o Programa GIAHS. A elaboração das candidaturas têm como base um processo participativo que envolve governos, universidades e representantes das comunidades locais.

Portugal está prestes a formalizar a candidatura da Região do Barroso. A região localizada no Norte de Portugal é caracterizada por uma agricultura tradicional ligada a uma forte identidade cultural de sistemas comunitários de cultivo e de criação de gado, A elaboração da candidatura conta com a liderança de uma Organização da Sociedade Civil, a Associação de Desenvolvimento do Alto Tâmega (ADRAT) e a participação/apoio de várias entidades.

No Brasil, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) têm um acordo de cooperação técnica para conduzir o processo participativo e estão a entrevistar líderes comunitários e pesquisadores ligados aos Sistemas Agrícolas do Arquipélago do Bailique (Amapá), dos Apanhadores de Flores da Serra do Espinhaço (Minas Gerais), dos Pantaneiros (Mato Grosso do Sul) e dos Quilombolas do Vale do Ribeira (São Paulo). Pelo menos uma candidatura vai ser apoiada em 2017. De acordo com Patrícia Goulart, integrante da equipe que conduz o processo brasileiro, o reconhecimento concedido pelo Programa fortalece as comunidades tradicionais, reforçando a soberania alimentar, a auto- estima e a inclusão da juventude.

Na CPLP, serão ainda potenciais candidatos, em Cabo Verde, a Ilha de Santo Antão (região de rica biodiversidade e terraços agrícolas em solo vulcânico, atualmente ameaçados) e, em Angola, o Sistema de Transumância (sistemas de produção agropastoris existentes no Sul do país). Na Guiné Bissau, considera-se os Sistemas de Produção de Arroz e Piscicultura em Região de Mangal.

O escritório da FAO em Portugal e na CPLP continuará a apoiar esta iniciativa multi-país e procura preparar a participação de representantes dos países da CPLP numa oficina sobre reconhecimento dos territórios tradicionais durante o VI Congresso Latino Americano de Agroecologia, que se realizará de 12 a 17 de Setembro, em Brasília.

 

Fonte : http://www.fao.org/portugal/noticias/detail/pt/c/889849/

2
Jun

Prorrogação do Período de Apresentação de Candidaturas

O período de apresentação de candidaturas, estabelecido no anúncio de abertura n.º 001/ADRAT/10216/2017 – Renovação de Aldeias, foi prorrogado por mais 56 dias, sendo a submissão de candidaturas efetuada entre o dia 2 de Maio (09:00:00) e  o dia 28 de Julho (16:00:59) de 2017.
Toda a informação sobre este aviso de concurso pode ser consultada aqui.