Sem categoria

18
Jul

Competitividade das PME do Setor Florestal do Alto Tâmega

Realizou-se no passado dia 14 de Julho, na ADRAT, uma reunião de trabalho com agentes do setor florestal do Alto Tâmega, concretamente do setor associativo e empresarial. Além da apresentação do ponto de situação da execução do projeto “Programa de Apoio ao Reforço da Competitividade das PME do Setor da Floresta do Alto Tâmega”, promovido pela Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega (CIMAT) e Associação de Municípios do Alto Tâmega (AMAT), com o apoio da ADRAT, foram abordados vários aspetos relacionados com o contexto do setor florestal na região e a necessidade de maior envolvimento e participação do setor empresarial neste tipo de iniciativas e projetos.
Neste momento está em curso o Diagnóstico do Setor Florestal e dos seus agentes, com a recolha de informação sobre as PME através de um questionário de resposta voluntária, a que se apela seja respondido por todas as empresas ligadas ao setor florestal e que está disponível para preenchimento e resposta online, na seguinte ligação: https://goo.gl/forms/Aww8QP98BVRstLBI3

10
Jul

Sessão de Esclarecimento SI2E

Decorreu no passado dia 6 de Julho, na sede da Adrat uma sessão de esclarecimento sobre o SI2E – Sistema de Incentivo ao Empreendedorismo e ao Emprego, realizada em conjunto pela CIM do Alto Tâmega e pela ADRAT.

Estiveram presentes na sessão cerca de 100 pessoas, o que demonstra a grande importância da realização de ações desta natureza.

2
Jun

Programa de Sistemas Agrícolas Tradicionais de Relevância Global

30/05/2017  Lisboa –

Com o objetivo de preservar sistemas agrícolas marcados pela harmoniosa interação entre comunidades tradicionais e o meio ambiente, em 2002, a FAO lançou a iniciativa de uma Parceria Global para a conservação e gestão de Sistemas Agrícolas Tradicionais de Relevância Global (SATRG), em inglês Globally Important Agricultural Heritage Systems (GIAHS).

A Parceria evoluiu para um Programa que pretende promover a consciencialização e o reconhecimento nacional e internacional dos sistemas de património agrícola, alertando para a importância de proteger os bens e serviços sociais, culturais, económicos e ambientais que estes fornecem aos agricultores familiares, aos povos indígenas e às comunidades locais, promovendo uma abordagem integrada que combina agricultura sustentável e desenvolvimento rural.

A agroecologia é um tema central para o Programa, visto que os sistemas identificados como patrimônio agrícola utilizam técnicas tradicionais e práticas localmente adaptadas à biodiversidade. Por essa razão, iniciativas GIAHS enquadram-se e contribuem para uma agenda para a agroecologia. Este é um tema de destaque na Declaração de Díli resultante da última reunião do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional CPLP (CONSAN-CPLP).

A Sociedade Civil, com o apoio dos governos e da FAO, em vários países da CPLP está a desenvolver seus processos nacionais de candidaturas para o Programa GIAHS. A elaboração das candidaturas têm como base um processo participativo que envolve governos, universidades e representantes das comunidades locais.

Portugal está prestes a formalizar a candidatura da Região do Barroso. A região localizada no Norte de Portugal é caracterizada por uma agricultura tradicional ligada a uma forte identidade cultural de sistemas comunitários de cultivo e de criação de gado, A elaboração da candidatura conta com a liderança de uma Organização da Sociedade Civil, a Associação de Desenvolvimento do Alto Tâmega (ADRAT) e a participação/apoio de várias entidades.

No Brasil, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) têm um acordo de cooperação técnica para conduzir o processo participativo e estão a entrevistar líderes comunitários e pesquisadores ligados aos Sistemas Agrícolas do Arquipélago do Bailique (Amapá), dos Apanhadores de Flores da Serra do Espinhaço (Minas Gerais), dos Pantaneiros (Mato Grosso do Sul) e dos Quilombolas do Vale do Ribeira (São Paulo). Pelo menos uma candidatura vai ser apoiada em 2017. De acordo com Patrícia Goulart, integrante da equipe que conduz o processo brasileiro, o reconhecimento concedido pelo Programa fortalece as comunidades tradicionais, reforçando a soberania alimentar, a auto- estima e a inclusão da juventude.

Na CPLP, serão ainda potenciais candidatos, em Cabo Verde, a Ilha de Santo Antão (região de rica biodiversidade e terraços agrícolas em solo vulcânico, atualmente ameaçados) e, em Angola, o Sistema de Transumância (sistemas de produção agropastoris existentes no Sul do país). Na Guiné Bissau, considera-se os Sistemas de Produção de Arroz e Piscicultura em Região de Mangal.

O escritório da FAO em Portugal e na CPLP continuará a apoiar esta iniciativa multi-país e procura preparar a participação de representantes dos países da CPLP numa oficina sobre reconhecimento dos territórios tradicionais durante o VI Congresso Latino Americano de Agroecologia, que se realizará de 12 a 17 de Setembro, em Brasília.

 

Fonte : http://www.fao.org/portugal/noticias/detail/pt/c/889849/

25
Mai

Inscrições “+TURISMO +SABOR – Alto Tâmega com Sabor” 29 de Maio – Boticas Hotel Art & Spa, Boticas

Depois do sucesso e mobilização dos eventos anteriores, é com grande prazer que vimos convidar V. Exas. a participar no próximo Workshop do Ciclo da Rede Colaborativa “+TURISMO +SABOR – Alto Tâmega com Sabor”, que irá decorrer em Boticas a partir das 09h00 do dia 29 de Maio de 2017 no Boticas Hotel Art & Spa, sob o tema “UMA ESTRATÉGIA DIGITAL para +Turismo +Sabor”, conforme programa.

A aposta no digital assume-se como um passo inevitável para o sucesso na conquista de mercados, considerando a evolução de utilizadores e as tendências de compra por este canal. Nesta sessão vamos refletir sobre a estratégia e modelo de negócio para à plataforma web prevista para o projeto.

 

A participação é gratuita, mas sujeita a inscrição obrigatória.

Se está interessado em fazer parte desta Rede, e participar desta iniciativa, faça a sua inscrição até às 15h do dia 26 de Maio, através do link:

https://goo.gl/forms/XAU5QplRULwV9hLe2

Contamos Consigo!

16
Mai

Abertura do primeiro período de candidatura da medida Estágios Profissionais

“Decorre de 16 maio a 16 de junho de 2017 o 1.º período de candidatura da nova medida Estágios Profissionais”.

Na sequência da publicação da Portaria n.º 131/2017, de 7 de abril, que institui a medida Estágios Profissionais, visando apoiar financeiramente a realização de estágios profissionais por parte de desempregados inscritos no Instituto do Emprego e Formação Profissional, I.P. (IEFP), o Conselho Diretivo do IEFP aprovou o calendário de candidaturas para o ano de 2017.

O primeiro dos três períodos de candidatura que vão ocorrer durante este ano tem uma dotação orçamental de 18 800 milhões de euros, estimando-se que permita apoiar 4.000 estágios e decorre entre as 9h00 do dia 16 de maio e as 18h00 do dia 16 de junho, nos termos do aviso de abertura que se encontra disponível para consulta neste Portal.

A candidatura à medida é efetuada pela entidade, no portal NetEmprego, na área pessoal de cada entidade, devendo ser efetuado o registo prévio, caso ainda não esteja registada.

Durante este período de candidatura será também possível formalizar o pedido de Prémio ao Emprego, apoiando a celebração de contratos de trabalho sem termo, com ex-estagiários.

Antes de se candidatar, consulte o regulamento e verifique as regras de acesso a esta medida.

Mais informações e esclarecimentos podem ser obtidos através do Centro de Contacto, disponível todos os dias úteis das 8h00 às 20h00. Tel: 300 010 001.

Se pretender receber mais informações deve contactar o GIP de Chaves / ADRAT.

29
Abr

Contrato-Emprego: Segundo período de candidatura

Decorre de 1 a 31 de maio de 2017 o segundo período de candidatura à medida Contrato-Emprego.

Na sequência da publicação da Portaria n.º 34/2017, de 18 de janeiro, que institui a Medida Contrato-Emprego, visando a concessão, à entidade empregadora, de um apoio financeiro à celebração de contrato de trabalho com desempregado inscrito no Instituto do Emprego e Formação Profissional, I.P. (IEFP), o Conselho Diretivo do IEFP, aprovou o calendário de candidaturas para o ano de 2017.

O segundo período de candidatura tem uma dotação orçamental de 20 milhões de euros e decorre entre as 9h00 do dia 1 de maio e as 18h00 do dia 31 de maio de 2017, nos termos do aviso de abertura que se encontra disponível para consulta neste Portal.

A candidatura à medida é efetuada no NetEmprego, através de sinalização de oferta de emprego registada nesse portal (na área pessoal de cada entidade, devendo ser efetuado o registo prévio, caso ainda não esteja registada).

As empresas poderão apresentar candidaturas para as ofertas de emprego apresentadas ao IEFP, no período compreendido entre 4 de março e 24 de maio de 2017, desde que cumpram os requisitos de elegibilidade.

No segundo período de candidatura será também possível formalizar o pedido de Prémio de Conversão de contrato.

Antes de se candidatar, consulte o regulamento de acesso e o guia de apoio ao preenchimento do formulário de candidatura.

Mais informações e esclarecimentos podem ser obtidos através do Centro de Contacto, disponível todos os dias úteis das 8h00 às 20h00, tel: 300 010 001.

As empresas interessadas em receber mais informações sobre a medida de apoio à contratação Contrato-Emprego, podem contactar o GIP de Chaves / ADRAT.

 

22
Abr

AVISO AQUANATUR

A ADRAT enquanto entidade Leader do Consórcio AQUANATUR estabelecido em parceria com a Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega e aprovado no âmbito da EEC PROVERE, atendendo à aproximação da fase final de negociação de todo o processo com as autoridades competentes, pretende estabilizar o Plano de Ação a financiar no âmbito deste projeto.

Assim, no seguimento da intenção de investimento anteriormente manifestada por Vª Exª e que, na primeira fase deste processo AQUANATUR – EEC PROVERE, foi incluída no respetivo Plano de Ação submetido, importa agora confirmar o V. interesse em manter essa intenção de investimento e eventual candidatura à obtenção de financiamento.

Deste modo e atendendo à iminente abertura de avisos de concursos para candidaturas a financiamentos, nomeadamente o SI2E (Portaria n.º 105/2017, de 10 de Março) e os avisos de candidatura nº 08/SI/2017 – “Inovação Produtiva” e nº 10/SI/2017 – “Empreendedorismo Qualificado e Criativo”, publicados no portal do Portugal 2020 e que deverão dar enquadramento aos investimentos propostos, torna-se extremamente importante que nos seja comunicado as intenções de investimento e eventuais candidaturas , no sentido de poderem ser incluídas do Plano de Ação da EEC PROVER – AQUANATUR.

A ADRAT coloca-se, desde já, à inteira disposição para todo o apoio que entenderem necessário.

22
Abr

Programa Garantia Jovem

Decorreu no passado dia 19 de abril de 2017, pelas 10:30, no salão Nobre da Junta de Freguesia da Madalena/Samaiões, uma ação de informação sobre o Programa Garantia Jovem. A ação foi desenvolvida numa colaboração entre o GIP de Chaves (resultante de uma parceria entre o IEFP e a ADRAT) e a Associação Chaves Social no âmbito do Programa CLDS 3G (Projeto Chaves Mais Social 3G) com o intuito de divulgar o programa Garantia Jovem.
Este programa é promotor de oportunidades de emprego, estágio, educação ou formação. O programa tem como objetivos: aumentar as qualificações dos jovens; facilitar a transição para o mercado de trabalho e reduzir o desemprego jovem.
Estiveram presentes cerca de 40 jovens e, no sentido de a informação fornecida ser a mais completa possível, contamos também com a presença do Eng. Nuno Rodrigues do Centro de Emprego e Formação Profissional do Alto Tâmega, do Dr. Otílio Montes do Serviço de Emprego de Chaves e da Dra. Lurdes Silva do Centro de Formação Profissional de Chaves.

21
Abr

Competitividade do setor florestal do Alto Tâmega

A Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega e a Associação de Municípios do Alto Tâmega são promotoras do projeto “Programa de apoio ao reforço da competitividade das PME do setor florestal do Alto Tâmega”, com o apoio do NORTE 2020. Este projeto tem como principais objetivos reforçar a capacidade de criação de valor do setor florestal, contribuir para aumentar a visibilidade e reconhecimento do setor florestal e da região, conhecer e avaliar a realidade subjacente aos agentes do setor, bem como mobilizar os diversos agentes da fileira florestal e criar condições de sustentabilidade para o seu envolvimento em ações conjuntas.

No âmbito da colaboração mantida com ambas entidades, a ADRAT como agente de desenvolvimento regional e representante de uma parceria pluri-institucional, tem vindo a apoiar a execução deste projeto, nomeadamente no diagnóstico do setor, de forma a caraterizar os agentes e avaliar a respetiva cadeia de valor. Neste momento está em curso um inquérito dirigido às empresas, que pode ser respondido por todas as empresas que se relacionem com o setor florestal, através do endereço https://goo.gl/forms/Aww8QP98BVRstLBI3.

Espera-se com este inquérito organizar informação qualitativa e quantitativa acerca das PME do setor florestal presentes na região do Alto Tâmega, que consubstanciem o diagnóstico do setor, dos seus fatores de competitividade e das competências instaladas, com vista à gestão sustentável das florestas.

17
Abr

Newsletter n.º2 do projeto RATIO

Já está disponível a segunda newsletter do Projeto Ratio  que abrange as atividades e o progresso dos parceiros no Projeto de Outubro de 2016 a Março de 2017.

Consulte a newsletter aqui.