Projetos

6
Ago

TE.EN.FARM: o novo projeto ERASMUS+ da ADRAT

A ADRAT participou ativamente na elaboração de uma candidatura, no primeiro trimestre de 2018, ao concurso do Programa ERASMUS+ promovido pela Agência Erasmus+ de Itália, numa parceria liderada pelo CESAR – Centro para o Desenvolvimento Agrícola e Rural. Estiveram em análise as 139 candidaturas admitidas no concurso, das quais foram aprovadas 24, entre elas o projeto TE.EN.FARM – Teaching Entrepreneurship for New Farmers, classificada em 7º lugar, com uma avaliação de 91.5 pontos.

Este projeto pretende promover um currículo formativo no ensino do Empreendedorismo na Agricultura e participar num debate alargado sobre e redefinição das prioridades da Educação e Formação na União Europeia. Será sobretudo dirigido aos estudantes e docentes do ensino secundário e profissional.

Com início previsto para outubro de 2018, terá uma duração de 2 anos. A parceria integra 8 organizações de 6 países (Itália, Portugal, Bulgária, Noruega, Alemanha e Holanda).

2
Ago

Sessão de informação sobre a Medida StartUp Voucher 2018

 

Decorreu ontem na ADRAT uma sessão de informação sobre a Medida StartUp Voucher 2018 que contou com a presença da Dra. Maria Manuel Fernandes do IAPMEI, entidade gestora da medida, bem como com a intervenção do Dr. Ramiro Gonçalves, da Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega e António M. Machado da ADRAT.

A sessão contou com a presença de cerca de 40 pessoas, entre os quais desempregados entre os 18 e os 35 anos.

 

23
Jul

TROCO2 – Ensaio Piloto de Certificação de Pegada de Carbono

O projeto TROCO2 lança o procedimento de inscrição para as empresas que desejem participar no ensaio piloto de certificação de pegada de carbono.

 

O objetivo deste ensaio piloto é oferecer às empresas do sector transporte rodoviário de mercadorias a oportunidade de medir os gases de efeito estufa, emitidos por efeito direto e indireto, e procedentes do desenvolvimento da sua atividade, até à certificação da sua pegada de carbono.

Para tal, o Projeto TROCO2 oferece o serviço de acompanhamento, assessoria e seguimento do processo completo de cálculo da pegada de carbono. Em nenhum caso, o projeto assumirá os custos de certificação da pegada de carbono.

 

Com a participação das empresas neste ensaio piloto, o Projeto TROCO2 tem o objetivo de alcançar um mínimo de 3 tm equivalentes de CO2, correspondente à soma total das tm certificadas nas empresas participantes.

 

A participação no Projeto não pressupõe nenhum custo para a empresa.

 

Para mais informações consulte a página do projeto:

https://troco2.eu/news-posts/ensaio-piloto-de-certificacao-de-pegada-de-carbono?lang=pt-pt

20
Jul

Adrat presente na Feira “Norte Empreende – Sabores e Saberes Rurais”

 

Nos dias 13, 14 e 15 de julho decorreu a Feira “Norte Empreende – Sabores e Saberes Rurais”, na Alfandega do Porto, na qual a ADRAT marcou presença, juntamente com outras entidades parceiras do projeto EMER-N, Empreendedorismo em Meio Rural da Região Norte.
Para além da feira que contou com a presença de empreendedores de vários ramos do mundo rural, e onde tiveram a oportunidade de apresentar os seus produtos e negócios, decorreram também vários seminários e jornadas técnicas.

 

  • Oficina do Burel
    Oficina do Burel
12
Jul

“Norte Empreende – Sabores e Saberes Rurais”

É já nos próximos dias que decorre a feira “NORTE EMPREENDE – SABERES E SABORES RURAIS”, no âmbito do projeto EMER-N

Visite-nos e conheça 120 dos 200 novos negócios que o projeto EMER-N ajudou a criar.

Consulte o programa dos 3 dias aqui: https://goo.gl/913jyu

FEIRA “NORTE EMPREENDE – SABORES E SABERES RURAIS” LEVA À ALFÂNDEGA MAIS DE 120 EMPREENDEDORES

Entre o dia 13 e 15 de julho, a Alfândega do Porto recebe a feira que vai ser o epicentro do empreendedorismo em meio rural na região Norte (EMER-N). O projeto que estimula a criação de novos negócios, mostra agora cerca de 140 empresas dos mais de 900 projetos acompanhadas.

De 13 a 15 de julho a Alfândega do Porto acolhe a Mostra “NORTE EMPREENDE – SABORES E SABERES RURAIS”. Feira de serviços e produtos regionais, seminários, sessões de networking e animação cultural, uma iniciativa que se assume como o ponto alto e o testemunho dos resultados alcançados pela implementação na região Norte de Portugal do projeto EMER–N.
Através de uma rede de 15 entidades parcerias, apoiados por mais de 40 mentores e 20 especialistas, foi possível apoiar mais de 900 empreendedores e criar mais de 200 novos negócios, geradores de um volume de negócios superior a 20 milhões de euros. Os empreendedores dos setores da agricultura, turismo, agroalimentar, bebidas, artesanato e têxtil têm agora oportunidade de mostrar os seus produtos, procurando dar-lhes notoriedade e visibilidade junto dos seus potenciais clientes.


O coordenador do projeto, Francisco Araújo, explica que “em conjunto, todos estes produtos, reúnem as potencialidades, as riquezas e as especificidades do nosso mundo rural, permitindo construir uma oferta integrada para o visitante que busca um contacto mais íntimo com um território de excelência e em simultâneo demonstra a vitalidade económica dos territórios rurais do Norte de Portugal”.

O projeto EMER-N resulta de uma parceria de 15 entidades, das quais 2 Associações Empresariais (In.Cubo e IET – Instituto Empresarial do Tâmega), 3 Instituições do Sistema Cientifico e Tecnológico Nacional (UTAD, Instituto Politécnico de Viana do Castelo e Instituto Politécnico de Bragança) e 10 Associações de Desenvolvimento Local (Ader-Sousa, Adrat, Adritem, Adrimag, Atahca, Adriminho, Corane, Desteque, Dolmen e Douro Superior), financiado pelo Programa Operacional Regional NORTE 2020, através do FEDER. Sendo implementado ao longo dos dois últimos anos, através de uma metodologia de apoio de proximidade por técnicos de experiência comprovada, a empreendedores, aos micro e pequenos negócios e criação de empresas.

Pretende-se com este evento, mostrar dinamismo dos empreendedores dos territórios de baixa densidade dos 86 municípios do Norte de Portugal. Igualmente evidenciam-se as potencialidades do interior, dinamizando o seu tecido económico e empresarial, criando emprego e riqueza, apostando no rendimento como fator determinante para sediar população e revitalizar o território. O interior, com investimento, é um espaço de oportunidades onde é possível empreender, inovar e ter sucesso, evitando-se o crónico esquecimento que tem sido votado. O EMER-N é um investimento no fator mais importante dos territórios que são as pessoas, outras medidas urge tomar em benefício do interior e do seu futuro.
Mais informações no website do evento norteempreende.emern.pt

Link evento criado no facebook: https://www.facebook.com/events/1994149520617407/

 

5
Jul

CULINART: novo projeto ERASMUS+ da ADRAT

Em janeiro de 2018 e com a participação da ADRAT como um dos beneficiários, foi apresentado à Agência Executiva para a Educação, Audiovisual e Cultura (EACEA), organismo central da Comissão Europeia, um projeto para o Programa ERASMUS+, Ação-chave 3 de Apoio à Reforma de Políticas, designado CULINART. Este projeto é liderado pelo Colégio Internacional em Dobrich (Bugária), numa parceria com 9 beneficiários efetivos de 6 países (Bulgária, Espanha, França, Itália, Portugal e Turquia), mais 4 parceiros associados (dos quais se destaca a Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, ANQEP).

O projeto CULINART foi um dos 15 projetos aprovados a nível Europeu no final do mês de junho de 2018, dum total de 54 candidaturas apresentadas. O projeto ambiciona promover a qualidade e a relevância da oferta de formação profissional nas artes culinárias de acordo com as necessidades do mercado de trabalho e com vista ao aumento da empregabilidade jovem, à mobilidade transnacional e à progressão na carreira.

A começar em outubro de 2018, terá um período de execução de 2 anos.

2
Jul

SI2E – Aviso de Abertura de Candidaturas

Aviso de abertura do SISTEMA DE INCENTIVOS AO EMPREENDEDORISMO E AO EMPREGO (SI2E) – GAL -ASSOCIAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DA REGIÃO DO ALTO TÂMEGA (ADRAT)
Data de início: 02/07/2018

Data de encerramento: 10/08/2018

 

 

 

 

 

 

 

Consulte a Documentação de Apoio:

Anexo A – Enquadramento na EDL

Anexo B – Enquadramento PROVERE

Anexo C – SI2E – Referencial de análise de mérito ADRAT

Anexo D – Documentos apresentar candidatura

Anexo E – Lista de profissões com géneros sub-representados

Anexo F – Território de Intervenção GAL

Anexo G – Deliberação CIC e lista territórios de baixa densidade

Anexo H – Domínios prioritários da RIS3

Anexo I – Memória Descritiva Mapa de Investimentos BP-DR-ADRAT

Anexo J – Ficha de Verificação de Regras Ambientais

Anexo K – Ficha de Verificação de Igualdade e Oportunidades

 

Também pode consultar o aviso de abertura em https://www.portugal2020.pt/Portal2020/Candidaturas-abertas-auto

28
Jun

“Norte Empreende – Sabores e Saberes Rurais”

FEIRA “NORTE EMPREENDE – SABORES E SABERES RURAIS” LEVA À ALFÂNDEGA MAIS DE 120 EMPREENDEDORES

Entre o dia 13 e 15 de julho, a Alfândega do Porto recebe a feira que vai ser o epicentro do empreendedorismo em meio rural na região Norte (EMER-N). O projeto que estimula a criação de novos negócios, mostra agora cerca de 140 empresas dos mais de 900 projetos acompanhadas.

De 13 a 15 de julho a Alfândega do Porto acolhe a Mostra “NORTE EMPREENDE – SABORES E SABERES RURAIS”. Feira de serviços e produtos regionais, seminários, sessões de networking e animação cultural, uma iniciativa que se assume como o ponto alto e o testemunho dos resultados alcançados pela implementação na região Norte de Portugal do projeto EMER–N.
Através de uma rede de 15 entidades parcerias, apoiados por mais de 40 mentores e 20 especialistas, foi possível apoiar mais de 900 empreendedores e criar mais de 200 novos negócios, geradores de um volume de negócios superior a 20 milhões de euros. Os empreendedores dos setores da agricultura, turismo, agroalimentar, bebidas, artesanato e têxtil têm agora oportunidade de mostrar os seus produtos, procurando dar-lhes notoriedade e visibilidade junto dos seus potenciais clientes.

 


O coordenador do projeto, Francisco Araújo, explica que “em conjunto, todos estes produtos, reúnem as potencialidades, as riquezas e as especificidades do nosso mundo rural, permitindo construir uma oferta integrada para o visitante que busca um contacto mais íntimo com um território de excelência e em simultâneo demonstra a vitalidade económica dos territórios rurais do Norte de Portugal”.

 

O projeto EMER-N resulta de uma parceria de 15 entidades, das quais 2 Associações Empresariais (In.Cubo e IET – Instituto Empresarial do Tâmega), 3 Instituições do Sistema Cientifico e Tecnológico Nacional (UTAD, Instituto Politécnico de Viana do Castelo e Instituto Politécnico de Bragança) e 10 Associações de Desenvolvimento Local (Ader-Sousa, Adrat, Adritem, Adrimag, Atahca, Adriminho, Corane, Desteque, Dolmen e Douro Superior), financiado pelo Programa Operacional Regional NORTE 2020, através do FEDER. Sendo implementado ao longo dos dois últimos anos, através de uma metodologia de apoio de proximidade por técnicos de experiência comprovada, a empreendedores, aos micro e pequenos negócios e criação de empresas.

 

Pretende-se com este evento, mostrar dinamismo dos empreendedores dos territórios de baixa densidade dos 86 municípios do Norte de Portugal. Igualmente evidenciam-se as potencialidades do interior, dinamizando o seu tecido económico e empresarial, criando emprego e riqueza, apostando no rendimento como fator determinante para sediar população e revitalizar o território. O interior, com investimento, é um espaço de oportunidades onde é possível empreender, inovar e ter sucesso, evitando-se o crónico esquecimento que tem sido votado. O EMER-N é um investimento no fator mais importante dos territórios que são as pessoas, outras medidas urge tomar em benefício do interior e do seu futuro.
Mais informações no website do evento norteempreende.emern.pt

Link evento criado no facebook: https://www.facebook.com/events/1994149520617407/

22
Jun

Jornada inicial do projeto TROCO2

Decorreu no dia 21 de Junho, nas instalações da ADRAT, a jornada inicial do projeto TROCO2 – Mercado Transfronteiriço de Intercâmbio de Carbono, apoiado pelo INTERREG POCTEP.

 

O objetivo geral deste projeto é aumentar a eficiência das florestas no espaço fronteiriço Galiza-Norte de Portugal na mitigação de alterações climáticas, através do desenvolvimento e gestão da capacidade de captura de CO2 (sumidouros de carbono), impulsionando a economia de baixo carbono no setor de transporte (pela compensação da pegada de carbono).

 

Além da apresentação do projeto, foram efetuadas diversas outras intervenções com oradores convidados, das quais se destacam algumas importantes conclusões: a necessidade de intervir e gerir de forma sustentável as áreas comunitárias; a relevância socioeconómica de um projeto transfronteiriço com os objetivos que o TROCO2 definiu; a importância e oportunidade a se promover uma nova cultura territorial em torno dos espaços florestais e a inerente interação do Homem e das suas atividades com o ciclo de carbono, o efeito de estufa e as alteração climáticas.

 

Mais informações sobre o projeto na página https://troco2.eu/?lang=pt-pt

 

Também podem seguir o projeto nas respetivas páginas das redes sociais:

Twitter: https://twitter.com/ProyectoTroco2,

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UClixvXjuNuIcI0KImmNYmIA?disable_polymer=true

Facebook: https://www.facebook.com/proyectotroco2

 

14
Jun

Projeto TROCO2

Projeto TROCO2 já tem página web.

A página de internet do Projeto TROCO2 – Mercado Transfronteiriço de Intercâmbio de Carbono já se encontra ativa no seguinte endereço: https://troco2.eu/ .

Lembramos que no próximo dia 21 de Junho (9h30) se realizará na sede da ADRAT a apresentação do projeto e que contará com a presença dos parceiros do projeto, municípios do Alto Tâmega e CCDR-N.

O Programa da Jornada será divulgado brevemente.