Eventos

12
Dez

Seminário Territorial – Santiago de Compostela

Realiza-se hoje, dia 12 de Dezembro, o Seminário Territorial de projetos aprovados na 1ª convocatória POCTEP 2014-2020 em Santiago de Compostela, onde a ADRAT marca presença através do projeto TROCO2 – Mercado Transfronteiriço de Intercâmbio de Carbono.

24
Nov

Jornada de Divulgação do projeto CRINMA

Decorreu na Faculdade de Ciências Empresariais e Turismo, no Campus de Ourense da Universidade de Vigo, no dia 23 de Novembro, uma jornada de difusão do projeto CRINMA, com a participação do Município de Montalegre (parceiro português deste projeto do INTERREG EUROPA) e da ADRAT (membro do grupo transnacional de stakeholders).
O evento, organizado pelo INORDE (parceiro espanhol), teve na sessão de abertura o Vice-Reitor do Campus de Ourense da UV, o Vice-Presidente da Câmara Municipal de Montalegre e do Presidente do INORDE.
As demais sessões apresentaram o projeto CRINMA, Ecomuseu de Barroso (PT) e as Estações Vivas (ES), como casos de sucesso na valorização do património cultural e natural das regiões de montanha.

23
Nov

Qualificação de Produtos Locais

A Associação de Desenvolvimento da Região do Alto Tâmega, ADRAT, discutiu ontem, em Chaves, a importância da qualificação dos produtos locais.
O turismo é um dos setores que mais pode beneficiar de processos de qualificação e certificação.
Nesta ação estiveram presentes de cerca de 50 participantes cientes da importância da qualificação dos produtos locais para o desenvolvimento da região do Alto Tâmega.

Veja a reportagem realizada sobre o evento:

 

 

 

 

22
Nov

Reunião Projeto RURAL SKILLS

No passado dia 21 de Novembro de 2017 decorreu em León (Espanha) a 1.ª reunião de parceiros do projeto RURAL SKILLS aprovado no âmbito do programa ERASMUS+.

A reunião contou com a presença de todos os parceiros, na sua maioria Grupos de Ação Local provenientes de vários países: ADRAT e CORANE (Portugal), Bélgica, Letónia, Espanha e Croácia.

Após a reunião realizou-se uma visita ao Grupo de Ação Local POEDA (León, Espanha).

Mais informações sobre o projeto em https://www.facebook.com/ruralskillserasmusplus/

9
Nov

Seminário | Qualificação de Produtos Locais

A ADRAT – Associação de Desenvolvimento da Região do Alto Tâmega vem convidar irá realizar um seminário, cuja temática incide sobre a Qualificação de Produtos Locais.

A sessão decorrerá no dia 22 de Novembro, pelas 14h30m, no auditório da ADRAT, sito na Avenida da Cooperação, Edifício Inditrans, Lote A1, N.º 2, 5400-673 Outeiro Seco – Chaves.

 

27
Out

Sessão de Esclarecimento

Regime Jurídico dos Empreendimentos Turísticos, O Alojamento Local e a Estratégia de Marketing Turístico do Porto e Norte de Portugal – Horizonte 2015-2020.

 

A ADRAT – Associação de Desenvolvimento da Região do Alto Tâmega em parceria com a Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal irá realizar uma sessão de esclarecimento, cuja temática visa o Regime Jurídico dos Empreendimentos Turísticos, O Alojamento Local e a Estratégia de Marketing Turístico do Porto e Norte de Portugal – Horizonte 2015-2020.

A sessão decorrerá no dia 8 de Novembro, pelas 14h30m, no auditório da ADRAT, sito na Avenida da Cooperação, Edifício Inditrans, Lote A1, N.º 2, 5400-673 Outeiro Seco – Chaves.

17
Out

Projeto da ADRAT premiado pelo Programa ERASMUS+

As boas práticas Erasmus+ foram distinguidas ontem, dia 16 de outubro em Coimbra, num evento organizado em conjunto pelas Erasmus+ Juventude em Ação e Agência Nacional Erasmus+ Educação e Formação.
O evento contou com a presença da Sr.ª Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, do Sr. Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, dos Srs. Diretores das Agências Nacionais Erasmus+ Juventude em Ação e Educação e Formação e de representantes de instituições e organizações dos mais diversos setores ligados ao Programa com vista a apoiar a execução da Agenda Política Europeia para a justiça social e a inclusão, o crescimento e o emprego.

O projeto INCUB TRAINING, promovido e liderado pela ADRAT, foi um dos premiados na categoria de Educação e Formação. Relembramos que o projeto INCUB TRAINING tinha sido aprovado em 2014, obtendo o 1º lugar no concurso do programa nesse ano e cuja execução formal se realizou até Setembro de 2016. Após a conclusão do projeto, a sua avaliação concluiu com o reconhecimento como uma Boa Prática, cujo galardão foi ontem entregue à ADRAT numa cerimónia também transmitida em direto pela internet.

Podem assistir ao vídeo completo da cerimónia nesta ligação https://www.youtube.com/watch?v=ZhUyv1NXsB4 (o vídeo sobre o projeto INCUB TRAINING surge cerca da 1h33minutos).

Outras informações podem também ser consultadas na página do projeto INCUB TRAINING: http://www.incubtraining.org/?page_id=2650

19
Jul

Sessão de Apresentação Pública do Projeto EMER-N Empreendedorismo em Meio Rural na Região Norte

2 Milhões para estimular o empreendedorismo em meio rural

O projeto EMER-N pretende alcançar 688 empresas distribuídas por 86 municípios no norte do país, numa iniciativa inédita em termos de abrangência e de dinamização do empreendedorismo em territórios de baixa densidade populacional.

EMER-N, Empreendedorismo em Meio Rural na Região do Norte, é o único projeto a nível nacional que junta incubadoras de empresas, instituições de ensino superior, associações de desenvolvimento local numa rede de 15 entidades que funcionam como instrumento de alavancagem dos micro e pequenos negócios, adaptado aos condicionalismos e particularidades do meio rural.

Qualquer pessoa com uma ideia, mais ou menos desenvolvida, tem na EMER-N uma oportunidade de transformá-la num negócio. Da mesma forma, os micro e pequenos empresários que estejam a passar por dificuldades e que necessitem de ajuda para dar um novo impulso ao seu negócio encontram neste projeto ferramentas ao nível da inovação, da modernização e competitividade.

O investimento de 2 milhões de euros, assegurado por fundos Europeus e direcionado pelo programa Norte 2020, permite que pequenos empresários já estabelecidos e novos empreendedores tenham um apoio permanente de mentores e especialistas na estruturação dos seus negócios. O envolvimento das entidades de ensino superior está na base do apoio em consultoria especializada. Assim, mentores, docentes e investigadores dão auxílio constante e a título gratuito para que os empreendedores estejam a par dos processos de licenciamento, planos e modelos de negócio, e ainda fontes de financiamento.

O coordenador do projeto, Francisco Araújo, explica a finalidade deste projeto inovador que reúne parceiros públicos e privados para “criar uma envolvente positiva, de suporte ao aparecimento e crescimento das empresas e do emprego na região norte do país”. Francisco Araújo avança ainda que “neste momento já estão inscritos mais de 300 empreendedores na plataforma EMER-N, sendo que ambicionamos criar 150 novas empresas na Região Norte e alavancar mais de 1,5 milhões de euros de investimento”.

O projeto EMER-N é apresentado oficialmente em conferência de imprensa no dia 21 de julho, às 14h00, no Instituto Empresarial do Tâmega, em Amarante. A sessão vai contar com a presença do Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, bem como dos representantes dos municípios, parceiros locais e empreendedores.

 

Programa Inscrições 

18
Jul

Competitividade das PME do Setor Florestal do Alto Tâmega

Realizou-se no passado dia 14 de Julho, na ADRAT, uma reunião de trabalho com agentes do setor florestal do Alto Tâmega, concretamente do setor associativo e empresarial. Além da apresentação do ponto de situação da execução do projeto “Programa de Apoio ao Reforço da Competitividade das PME do Setor da Floresta do Alto Tâmega”, promovido pela Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega (CIMAT) e Associação de Municípios do Alto Tâmega (AMAT), com o apoio da ADRAT, foram abordados vários aspetos relacionados com o contexto do setor florestal na região e a necessidade de maior envolvimento e participação do setor empresarial neste tipo de iniciativas e projetos.
Neste momento está em curso o Diagnóstico do Setor Florestal e dos seus agentes, com a recolha de informação sobre as PME através de um questionário de resposta voluntária, a que se apela seja respondido por todas as empresas ligadas ao setor florestal e que está disponível para preenchimento e resposta online, na seguinte ligação: https://goo.gl/forms/Aww8QP98BVRstLBI3

5
Jul

Artesanato: candidaturas abertas para apoios

O período de candidaturas para os apoios à organização de feiras e certames de promoção e comercialização de artesanato, ou de certames de natureza diversa, mas com espaço dedicado ao artesanato, decorre entre 1 de julho e 31 de outubro de 2017.

O Programa de Promoção das Artes e Ofícios, criado pelo Decreto-Lei n.º 122/2015, de 30 de junho, visa a valorização, a recuperação e o enriquecimento das atividades artesanais através, nomeadamente, da renovação de saberes, da promoção de competências, da criação de emprego e de apoios ao investimento, à promoção e à comercialização.

Este Programa é constituído por quatro eixos de intervenção, que integram um conjunto diversificado de modalidades de apoio.

No âmbito do Eixo de Intervenção Promoção das Artes e Ofícios estão previstos apoios:

• À participação de unidades produtivas artesanais em feiras e certames de promoção e comercialização de artesanato, ou em outras ações de promoção das produções artesanais, cuja relevância a justifique;

• À organização de feiras e certames de promoção e comercialização de artesanato, ou de certames de natureza diversa, mas com espaço dedicado ao artesanato.

Estes apoios, cujos procedimentos se encontram definidos no regulamento específico, visam:

• Contribuir para o desenvolvimento das artes, ofícios e microempresa artesanais, com enfoque especial na promoção da empregabilidade nas atividades artesanais;

• Aproximar os centros de produção e os centros de consumo, de forma a garantir a viabilidade económica e social deste setor, facilitando a integração das empresas de cariz artesanal no circuito comercial;

• Contribuir favoravelmente para a revitalização e consolidação deste setor no tecido produtivo nacional.

As candidaturas aos apoios à organização de feiras e certames de promoção e comercialização de artesanato, ou de certames de natureza diversa, mas com espaço dedicado ao artesanato devem ser apresentadas através do Portal Netemprego entre 1 de julho e 31 de outubro de cada ano, com uma antecedência mínima de 60 dias antes do início do certame.

Toda a informação sobre o Programa de Promoção das artes e ofícios aqui.