Eventos

19
Jul

Sessão de Apresentação Pública do Projeto EMER-N Empreendedorismo em Meio Rural na Região Norte

2 Milhões para estimular o empreendedorismo em meio rural

O projeto EMER-N pretende alcançar 688 empresas distribuídas por 86 municípios no norte do país, numa iniciativa inédita em termos de abrangência e de dinamização do empreendedorismo em territórios de baixa densidade populacional.

EMER-N, Empreendedorismo em Meio Rural na Região do Norte, é o único projeto a nível nacional que junta incubadoras de empresas, instituições de ensino superior, associações de desenvolvimento local numa rede de 15 entidades que funcionam como instrumento de alavancagem dos micro e pequenos negócios, adaptado aos condicionalismos e particularidades do meio rural.

Qualquer pessoa com uma ideia, mais ou menos desenvolvida, tem na EMER-N uma oportunidade de transformá-la num negócio. Da mesma forma, os micro e pequenos empresários que estejam a passar por dificuldades e que necessitem de ajuda para dar um novo impulso ao seu negócio encontram neste projeto ferramentas ao nível da inovação, da modernização e competitividade.

O investimento de 2 milhões de euros, assegurado por fundos Europeus e direcionado pelo programa Norte 2020, permite que pequenos empresários já estabelecidos e novos empreendedores tenham um apoio permanente de mentores e especialistas na estruturação dos seus negócios. O envolvimento das entidades de ensino superior está na base do apoio em consultoria especializada. Assim, mentores, docentes e investigadores dão auxílio constante e a título gratuito para que os empreendedores estejam a par dos processos de licenciamento, planos e modelos de negócio, e ainda fontes de financiamento.

O coordenador do projeto, Francisco Araújo, explica a finalidade deste projeto inovador que reúne parceiros públicos e privados para “criar uma envolvente positiva, de suporte ao aparecimento e crescimento das empresas e do emprego na região norte do país”. Francisco Araújo avança ainda que “neste momento já estão inscritos mais de 300 empreendedores na plataforma EMER-N, sendo que ambicionamos criar 150 novas empresas na Região Norte e alavancar mais de 1,5 milhões de euros de investimento”.

O projeto EMER-N é apresentado oficialmente em conferência de imprensa no dia 21 de julho, às 14h00, no Instituto Empresarial do Tâmega, em Amarante. A sessão vai contar com a presença do Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, bem como dos representantes dos municípios, parceiros locais e empreendedores.

 

Programa Inscrições 

18
Jul

Competitividade das PME do Setor Florestal do Alto Tâmega

Realizou-se no passado dia 14 de Julho, na ADRAT, uma reunião de trabalho com agentes do setor florestal do Alto Tâmega, concretamente do setor associativo e empresarial. Além da apresentação do ponto de situação da execução do projeto “Programa de Apoio ao Reforço da Competitividade das PME do Setor da Floresta do Alto Tâmega”, promovido pela Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega (CIMAT) e Associação de Municípios do Alto Tâmega (AMAT), com o apoio da ADRAT, foram abordados vários aspetos relacionados com o contexto do setor florestal na região e a necessidade de maior envolvimento e participação do setor empresarial neste tipo de iniciativas e projetos.
Neste momento está em curso o Diagnóstico do Setor Florestal e dos seus agentes, com a recolha de informação sobre as PME através de um questionário de resposta voluntária, a que se apela seja respondido por todas as empresas ligadas ao setor florestal e que está disponível para preenchimento e resposta online, na seguinte ligação: https://goo.gl/forms/Aww8QP98BVRstLBI3

5
Jul

Artesanato: candidaturas abertas para apoios

O período de candidaturas para os apoios à organização de feiras e certames de promoção e comercialização de artesanato, ou de certames de natureza diversa, mas com espaço dedicado ao artesanato, decorre entre 1 de julho e 31 de outubro de 2017.

O Programa de Promoção das Artes e Ofícios, criado pelo Decreto-Lei n.º 122/2015, de 30 de junho, visa a valorização, a recuperação e o enriquecimento das atividades artesanais através, nomeadamente, da renovação de saberes, da promoção de competências, da criação de emprego e de apoios ao investimento, à promoção e à comercialização.

Este Programa é constituído por quatro eixos de intervenção, que integram um conjunto diversificado de modalidades de apoio.

No âmbito do Eixo de Intervenção Promoção das Artes e Ofícios estão previstos apoios:

• À participação de unidades produtivas artesanais em feiras e certames de promoção e comercialização de artesanato, ou em outras ações de promoção das produções artesanais, cuja relevância a justifique;

• À organização de feiras e certames de promoção e comercialização de artesanato, ou de certames de natureza diversa, mas com espaço dedicado ao artesanato.

Estes apoios, cujos procedimentos se encontram definidos no regulamento específico, visam:

• Contribuir para o desenvolvimento das artes, ofícios e microempresa artesanais, com enfoque especial na promoção da empregabilidade nas atividades artesanais;

• Aproximar os centros de produção e os centros de consumo, de forma a garantir a viabilidade económica e social deste setor, facilitando a integração das empresas de cariz artesanal no circuito comercial;

• Contribuir favoravelmente para a revitalização e consolidação deste setor no tecido produtivo nacional.

As candidaturas aos apoios à organização de feiras e certames de promoção e comercialização de artesanato, ou de certames de natureza diversa, mas com espaço dedicado ao artesanato devem ser apresentadas através do Portal Netemprego entre 1 de julho e 31 de outubro de cada ano, com uma antecedência mínima de 60 dias antes do início do certame.

Toda a informação sobre o Programa de Promoção das artes e ofícios aqui.

25
Abr

1º Simpósio Ibérico sobre Lagares Rupestres

Informamos que se irá realizar o 1º Simpósio Ibérico sobre Lagares Rupestres, em Valpaços, nos dias 26, 27, 28 de Maio de 2017.

Mais informações sobre o Simpósio em www.lagaresrupestres.pt

Inscrições aqui.

 

 

 

14
Abr

Projeto CRINMA

Está em execução o projeto CRINMA (apoiado pelo Programa INTERREG EUROPA), tendo como parceiro português o Município de Montalegre. Este projeto pretende identificar e promover boas práticas e projetos em matéria de proteção e valorização do património cultural, das regiões transfronteiriças e de montanha. A parceria liderada pela Região de Malopolska, da Polónia, é constituída por 7 organizações de 6 países da União Europeia, sendo que o Município de Montalegre assumirá diversas atividades, várias delas em estreita colaboração com o parceiro de Espanha, o INORDE. Centrar-se-ão nas orientações definidas no Programa de Cooperação POCTEP, para o qual deverão posteriormente ser apresentadas sugestões de melhoria. De modo a consolidar a participação e envolvimento de ambas as entidades no seio do projeto, foi efetuada uma reunião de trabalho no dia 07 de Abril, no Município de Montalegre, também com a participação da ADRAT, na qual se definiram algumas estratégias com vista à implementação do projeto CRINMA em Portugal e em Espanha, bem como para garantir a ativa participação de outros agentes de desenvolvimento de ambos os países.

[fotografia do Município de Montalegre]
6
Abr

«Marca, para que te quero?»

 

O segundo workshop do projeto “+ Turismo + Sabor” decorreu em Montalegre, no restaurante Muralha -Terra Fria II, onde 70 empresários e produtores adquiriram conhecimentos sobre a importância da criação de uma marca coletiva, que valorize os recursos endógenos do território do Alto Tâmega.

15
Mar

1.º Workshop da Rede Colaborativa “+TURISMO +SABOR – Alto Tâmega com Sabor”

Foi com forte participação e dinâmica que decorreu o 1.º Workshop da Rede Colaborativa “+TURISMO +SABOR – Alto Tâmega com Sabor”, no passado dia 13 de Março no Hotel Casino de Chaves.
Os 85 participantes do evento, demonstraram a vontade instalada no Alto Tâmega, de aprofundar as relações de trabalho e cooperação entre Turismo e AgroAlimentar.

Obrigado pela Vossa presença, contamos vê-los a todos novamente no dia 3 de Abril em Montalegre.
Aqueles que não puderam participar, mantenham-se informados através dos nossos meios de comunicação e inscrevam-se nos próximos eventos!

 

 

8
Mar

“+TURISMO +SABOR – Alto Tâmega com Sabor” | 13 de Março – Hotel Casino Chaves

É  já na próxima semana que tem início o Ciclo de Workshops da Rede Colaborativa “+TURISMO +SABOR – Alto Tâmega com Sabor”, o primeiro evento irá decorrer em Chaves a partir das 09h00 do dia 13 de Março de 2017 no Hotel Casino de Chaves, conforme programa.
O objetivo central deste trabalho é proporcionar momentos de diálogo, para que os empresários dos setores do Turismo e do Agroalimentar do Alto Tâmega, se conheçam, possam apresentar os seus produtos e empresas aos parceiros do território, para a partir desse conhecimento se desenvolverem as parcerias e cooperação, que tanta falta fazem ao desenvolvimento turístico e económico da região.

A participação é gratuita, mas sujeita a inscrição obrigatória.

Se está interessado em fazer parte desta Rede, e participar desta iniciativa, faça a sua inscrição através do link:
https://goo.gl/forms/J7GUMYYfiAqrV8VI3

10
Fev

Reunião EMER-N

No âmbito do projeto EMER-N – Empreendedorismo em Meio Rural na Região do Norte, foi realizada uma reunião no passado dia 8 de fevereiro de 2017.
Na sequência do nosso pedido de reunião com as diferentes CIMs para a apresentação do projeto EMERN, da sua metodologia e da envolvência de cada CIM na implementação do mesmo, a CIM do Alto Tâmega agendou esse encontro para o dia 8 de Fevereiro, quarta-feira, pelas 10h30, nas suas instalações, em Chaves.
Na reunião estiveram presentes representantes da ADRAT, CIM do Alto Tâmega, Incubo, IET, UTAD e IPB.

 

7
Fev

Contrato-Emprego: Primeiro período de candidatura

O primeiro período de candidatura da nova medida Contrato-Emprego decorrerá de 25 de janeiro a 25 de fevereiro de 2017.

Na sequência da publicação da Portaria n.º 34/2017, de 18 de janeiro, que institui a Medida Contrato-Emprego, visando a concessão, à entidade empregadora, de um apoio financeiro à celebração de contrato de trabalho com desempregado inscrito no Instituto do Emprego e Formação Profissional, I.P. (IEFP), o Conselho Diretivo do IEFP, aprovou o calendário de candidaturas para o ano de 2017.
O primeiro período de candidatura tem uma dotação orçamental de 20 milhões de euros e decorre entre as 9h00 do dia 25 de janeiro e as 18h00 do dia 25 de fevereiro de 2017, nos termos do aviso de abertura que se encontra disponível para consulta neste Portal.
A candidatura à medida é efetuada em NetEmprego, através de sinalização de oferta de emprego registada nesse portal (na área pessoal de cada entidade, devendo ser efetuado o registo prévio, caso ainda não esteja registada).
As empresas que apresentaram ofertas de emprego junto do IEFP a partir de 25 de julho de 2016, e desde que estas cumpram os requisitos de elegibilidade, poderão apresentar uma candidatura ao abrigo das novas regras.
Durante este período de candidatura será possível formalizar o pedido de Prémio de Conversão de contrato.
Antes de se candidatar, consulte o regulamento de acesso. Brevemente será disponibilizado, no Portal NetEmprego, o guia de apoio ao preenchimento do formulário de candidatura.
Mais informações e esclarecimentos podem ser obtidos através do Centro de Contacto, disponível todos os dias úteis das 8h00 às 20h00, tel: 300 010 001.